Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O círculo vicioso, é previsto, que a segunda onda da covid-19 traz para o comércio e o varejo no Brasil gera muitas incertezas no setor, que devem se estender pelos próximos meses. O início da vacinação em alguns países animou o mercado financeiro e o Ibovespa, principal indicador da Bolsa brasileira, recuperou parte das perdas do ano e voltou ao patamar de janeiro. Mas como os novos dados de contaminação levam a novas restrições, os impactos sobre as vendas serão inevitáveis.

De acordo com a explicação do jornalista Carlos Alberto Alencar em sua participação no Jornal Alerta Geral desta terça-feira (29),  apesar de o País acumular mais de 14 milhões de desempregados, aos poucos a economia começa a dar sinais de recuperação. O Produto Interno Bruto (PIB) fechou o terceiro trimestre com crescimento de 7,7% na comparação com os três meses imediatamente anteriores. O resultado, no entanto, mostra que a economia brasileira se encontra no mesmo patamar de 2017, com uma perda acumulada de 5% de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período de 2019.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp