Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Servidores do Fórum Eleitoral de Caucaia iniciam nesta quarta-feira 3, uma série de visitas às comunidades, escolas, postos de saúde e outras entidades do município com o objetivo de sensibilizar e pedir o apoio na propagação da campanha de recadastramento biométrico. A ação faz parte das estratégias montadas pelo presidente da revisão biométrica do município, Francisco Marcello Alves Nobre, juiz da 123ª Zona Eleitoral, que na terça-feira 2, recebeu a corregedora regional eleitoral, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira.

Juntos, eles traçaram novas medidas com o objetivo de elevar os índices do recadastramento biométrico obrigatório no município, que possui o segundo maior eleitorado do Ceará. Segundo o Tribunal Regional Eleitora, até o último dia 30 de abril, apenas 33 mil (15%) dos 215.667 eleitores de Caucaia fizeram o recadastramento.

Na reunião, o juiz Marcello Nobre relatou o andamento das medidas de descentralização do atendimento e estratégias de divulgação da biometria. Uma delas, as visitas. O magistrado sugeriu a utilização da estrutura dos Cartórios Eleitorais para instalação de mais kits biométricos e atendimento do eleitor agendado.

A desembargadora Nailde Pinheiro anunciou a chegada de mais nove funcionários terceirizados que poderão atender aos eleitores na estrutura dos Cartórios Eleitorais. Foi levantada a possibilidade de outros postos de atendimento em locais mais afastados, mas essa alternativa ainda está em análise. “Provavelmente, em razão dessas mudanças e com a intensificação das ações de divulgação, o eleitores busquem atendimento. Vamos continuar atentos à questão de Caucaia e, sempre que for necessário, voltaremos”, reiterou a desembargadora.

Unidade móvel

A baixa adesão dos eleitores de Caucaia para o recadastramento e a coleta de dados biométricos também repercutiu na Câmara Municipal. A presidente da casa, vereadora Natécia Campos (PMB), levantou o tema e conclamou os colegas parlamentares para incentivar os eleitores a buscar o serviço. Ela disse, também, que vai procurar o juiz  Francisco Marcello Alves Nobre, juiz da 123ª Zona Eleitoral, para que, juntos, as duas instituições possam trabalhar no sentido de chamar a atenção dos eleitores. “Vamos colocar a Câmara à disposição do TRE”, disse.

Na ocasião, alguns vereadores sugeriram a utilização da unidade móvel do TRE nos bairros e localidades mais distantes, além de atendimento especial aos sábados e também postos em locais estratégicos como Shopping Iandê – no Centro de Caucaia – e no distrito da Jurema. A grande maioria das pessoas não dispõe de tempo e nem dinheiro para deslocamentos, disse Natécia. “Temos que facilitar”, concluiu.