Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Federal deu início à uma operação na manhã desta quarta-feira (18) em cinco estados do país na busca por líderes da facção criminosa que estava à frente da onda de ataques ocorrida em setembro deste ano no Ceará.

A Operação Reino de Aragão tem o objetivo de desarticular o grupo. São cumpridos 31 mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão no Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Paraná. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Justiça do Estado do Ceará.

Os alvos de prisão são os investigados envolvidos diretamente nas atividades da facção, segundo a PF. Alguns deles já estão presos nas penitenciárias federais de Mossoró/RN e Catanduvas/PR e em presídios estaduais do Ceará e da Paraíba. Dentre eles, além de integrantes, está um dos fundadores da organização criminosa e uma advogada que já em um presídio de Itaitinga.

Pelo menos 115 crimes incendiários foram registrados em Fortaleza, Região Metropolitana e no interior do Estado durante os ataques dos ocorridos entre os dias 20 e 30.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp