Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que os parlamentares devem discutir os termos do projeto que busca impedir as fake news, não iniciar um debate político-eleitoral. Ele fez esse apelo ao Plenário após o início de um bate-boca entre um deputado do PT e do PSDB logo no início da discussão do requerimento de urgência ao projeto, relatado pelo deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP). O Plenário discute neste momento o pedido de urgência da proposta, para que ela possa ser incluída na pauta da casa.

“Esse Plenário deveria discutir o assunto, não politizar o assunto. Esse é um assunto sério que vai influenciar para o bem ou para o mal a vida de todo mundo. Se nós não politizarmos esse assunto, a gente pode produzir ou não – com a vontade do Plenário – a urgência e a votação. Isso é da democracia. O ruim é se essa discussão ficar no nível das primeiras orientações. Então a gente deixa para lá esse assunto, não vamos nos desgastar com ele, e vamos deixar que as coisas caminhem do jeito que puder nas eleições”, disse.

Lira afirmou que as fake news são assunto “que todo mundo reclama” e que os deputados têm agora a oportunidade de analisar e buscar uma solução ao tema. “Essa urgência poderia permitir um debate sobre um assunto que todo mundo reclama, de interferência do Poder Judiciário na vida de cada um ou nos excessos das fake news de um lado ou do outro”, disse.

(*) Com informações da Agência Câmara

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp