Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 tem como tema da redação a “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, informou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) neste domingo, 4. Os candidatos devem elaborar um texto dissertativo de até 30 linhas sobre o assunto.

Quem escrever redações que firam os direitos humanos podem perder até 200 dos 1.000 pontos possíveis. Segundo o manual de redação do Inep, responsável pelo Enem, um dos cinco itens que serão avaliados no texto é a capacidade de “elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos”.

Neste domingo, os candidatos farão provas de linguagens, ciências humanas e redação. O exame dura 5h30. No próximo domingo, 11, as provas serão de química, física e biologia. Ao todo, 5,5 milhões de pessoas concorrem a vagas em universidades de todo o país.

Até o exame de 2016, quem ferisse os direitos humanos teria a nota zerada. No ano passado, decisão do Supremo Tribunal Federal excluiu esse item entre os critérios que anulavam a prova. No Enem 2017, em uma redação sobre a inclusão de surdos na redação, um candidato escreveu: “a melhor decisão a ser tomada é o sacrifício logo após a descoberta da maldição.”

Com informações do Jornal Folha de São Paulo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp