Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo do Ceará segue ampliando os locais para a realização de testes para a identificação de pessoas infectadas com o novo coronavírus. Só nesta semana estão à disposição da população mais duas centrais onde podem ser feitos os testes.

Uma está localizada em Maracanaú, anexa ao Hospital Municipal, e já está funcionando. A outra inicia o atendimento nesta sexta-feira (14), na Praça do Ferreira, em Fortaleza. O governador Camilo Santana informou que, com os novos pontos, o Estado amplia em mais mil testes semanais sua capacidade.

O chefe do Executivo cearense explicou como os interessados podem se submeter ao teste. “As pessoas precisam agendar pelo aplicativo (Ceará APP). Vai funcionar de segunda a sexta-feira, com agendamento por dia e hora para evitar aglomeração”, disse Camilo.

Um dos estados que mais testam, o Ceará já ultrapassou a marca dos 544 mil testes durante a pandemia. Para o governador, é preciso seguir diagnosticando para manter a doença controlada, já que os indicativos continuam mostrando um cenário de queda nas cinco macrorregiões. “O grande desafio agora é a nossa capacidade de monitoramento e testagem das pessoas”, pontuou.

Para retratar a situação da presença do coronavírus nas cidades cearenses, Camilo apresentou dados do sistema público de saúde gerenciado pelo Governo do Ceará. “A ocupação dos leitos de UTI está 58% e de enfermaria 37,8%. Temos uma taxa de positividade de 19,29% – chegamos a ter 80% no pico. A pandemia continua em queda e essa é a mais importante notícia”, comemorou.

O gestor credita a essa redução a possibilidade do avanço nas fases de retomada das atividades econômica no Estado. Ele comunicou que nesta sexta-feira (14) vai se reunir com o Comitê Científico e as autoridades sanitárias para definir os próximos avanços.

(*) Com informações do Governo do Estado do Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp