Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Pela nona semana consecutiva, os analistas do mercado financeiro reduziram a projeção para a inflação neste ano. Agora os especialistas esperam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fique em 4,01%, ante estimativa anterior de 4,03%. Para 2018, a previsão é de que a inflação encerre o ano em 4,39%.

As informações fazem parte do Boletim Focus, uma publicação semanal que reúne as projeções de cerca de 100 analistas. O Banco Central é o responsável por coletar os dados e divulgá-los.

Com o impacto das reformas econômicas, as expectativas para a inflação vêm caindo de forma consistente nos últimos meses. Nos últimos 12 meses encerrados em março, a inflação acumula alta de 4,57%, bem próxima da meta perseguida pelo Banco Central, de 4,5%.

Ao mesmo tempo, os analistas voltaram a melhorar as estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Em 2017, a aposta é de que o Brasil cresça 0,47%. Há uma semana, esse percentual estava em 0,46%.

A melhora nas projeções ocorre num momento de queda nos juros estruturais da economia. A expectativa é de que a taxa básica de juros, a Selic, encerre o ano em 8,50%. Para 2018, a projeção é de que a taxa fique nesse mesmo patamar.

Na última reunião, a diretoria do Banco Central decidiu reduzir a taxa Selic de 12,25% para 11,25% ao ano. A decisão foi seguida do anúncio na queda dos juros oferecidos pelas principais instituições financeiras.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco Central

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp