Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira, 4, a ministra da Agricultura Tereza Cristina informou que o Brasil vai receber fertilizantes oriundos da Rússia, apesar do conflito do país com a Ucrânia.

“Sobre a notícia de suspensão das exportações russas de fertilizantes, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento esclarece que se trata de uma recomendação do governo russo que, a princípio, não está afetando ainda o comércio desses insumos para o Brasil.

O ministério da Agricultura recebeu a informação de embarque de fertilizantes, ocorrido hoje, da empresa russa Acron para o Brasil”, informou, em nota publicada em suas redes sociais.

Estoque de fertilizantes garantido até outubro

Durante a semana, a ministra disse que o país tem fertilizantes no estoque até o mês de outubro.

“A safrinha de milho já está acontecendo, então o que precisava de fertilizantes já está garantido. A safra de verão, que será no final de setembro, outubro, é uma preocupação, mas também temos do setor privado a confirmação de que há um estoque de passagem suficiente para chegar até outubro”, disse a ministra, em conversa com jornalistas. 

O Brasil, segundo Tereza, já trabalha na busca de novos parceiros para o caso de diminuir o recebimento de fertilizantes da Rússia e da Bielorrusia. O Mapa tem um grupo de acompanhamento que conversa constantemente com as indústrias, com os produtores, com a parte de logística e de infraestrutura. “Temos que ter tranquilidade neste momento e estudar todos os cenários que podem acontecer”, revelou, na última quarta-feira.

(*) com informações do ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp