Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Trabalhadores de vans de transporte alternativo de Fortaleza entraram em greve nesta segunda-feira (30). Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Complementar do Estado do Ceará (Sintraafor), Waldênio Aguiar, a paralisação ficou decidida após uma reunião no dia 22 de outubro. Atendento uma liminar do Tribunal Regional do Trabalho, de acordo com Aguiar, 50% da frota roda nos horários considerados de pico e 30% em horários de menor demanda.

A paralisação dos profissionais do transporte alternativo na Capital foi motivada por alguns fatores como a falta de carteira assinada, desvio de função, falta de passe livre para funcionários e de reajuste salarial para a categoria.

O Sintraafor informou que existem 16 linhas em Fortaleza e cerca de 320 mil pessoas dependem do transporte alternativo. Participam da paralisação do transporte alternativo, os motoristas, cobradores, fiscais e trabalhadores do administrativo da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps).

Com Informações G1-CE