Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Caucaia, realizou na manhã da sexta-feira (18/08) a solenidade de encerramento de mais um ano do Projeto Juizado Social e o anúncio das instituições que serão beneficiadas nesta nova edição. A cerimônia aconteceu no Lar Fabiano de Cristo, em Caucaia.

O Projeto Juizado Social é uma iniciativa do MPCE em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). De acordo com o promotor de Justiça Hugo Mendonça, foram selecionados os projetos cujas iniciativas são abrangentes, possuem relevância social e desenvolvem ações voltadas em benefício de crianças e adolescentes em situação de risco, a partir de um parecer do MPCE homologado pelo TJCE. Ele destaca que as entidades receberão recursos advindos da pena de prestação pecuniária e deverão prestar contas dos resultados obtidos, sob pena de suspensão do recebimento de qualquer nova quantia.

Assim, foram selecionados sete projetos dos 18 apresentados durante o período de inscrição. Os contemplados são o “Ciranda de Letras”, da Associação dos Moradores e Amigos da Comunidade de Vila Nova; “O Conto em Cada Canto”, do Centro de Pesquisa e Vivência Ecológica; “Líderes do Futuro”, da Associação Escola de Campeões; “Pão Nosso”, do Lar Beneficente Clara de Assis; “Tela Viva”, do Lar Fabiano de Cristo; “Pequeno Cotolengo: O Amor em Movimento”, do Pequeno Cotolengo Dom Orione; e “Sementes de Esperança”, do Patronato Santana.

O promotor de Justiça Hugo Mendonça explica que a seleção dos projetos focou em iniciativas de custo mais baixo, com um filtro específico para educação, contemplando programas voltados para a profissionalização e a educação infantil e fundamental. Com a presença de várias autoridades, a cerimônia também contou com apresentações artísticas e exibição de vídeos institucionais.

Com informação do Ministério Público do Estado do Ceará