Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A quantidade de casos de coronavírus tem mudado a rotina da população. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), publicou nesta segunda-feira (16), dois atos que ampliam, por tempo indeterminado, as regras para prevenção à transmissão do coronavírus (Covid-19). No Congresso, o movimento de pessoas caiu com o aumento do número de casos no Brasil.

Desta vez, o Senado Federal liberou das atividades legislativas os parlamentares que compõem o grupo de risco de contaminação pela Covid-19. Os senadores com idade superior a 65 anos, as gestantes, os imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas terão justificadas as faltas em reuniões de comissões e sessões plenárias.

Os atendimentos presenciais para servidores aposentados ou pensionistas ficam suspensos e o acesso ao cafézinho do plenário – local onde são frequentes pequenas reuniões com senadores – fica restrito aos parlamentares. Com a medida, somente as reuniões deliberativas serão mantidas. Audiências públicas e sessões de homenagem foram canceladas, e novos pedidos não serão apreciados pela presidência do Senado.

Além disso, outras medidas administrativas também serão adotadas para minimizar as chances de contágio pelo coronavírus. Uma das novidades é a volta dos copos plásticos, há anos proibidos no Senado, mas considerado mais seguro neste momento.

A partir de amanhã (17), as medidas começam a valer e a recomendação é que os elevadores diminuam o número de pessoas transportadas por vez. Também serão instalados álcool em gel ao lado dos coletores de ponto eletrônico e será realizada a limpeza de elevadores, botões e maçanetas de hora em hora.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp