Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O município de Russas vai ganhar um complexo de usina de energia solar. O complexo será formado por quatro unidades ocupando uma área de 337 hectares e gerido pelo consórcio Russas Energia Solar SPE Ltda. O projeto está em tramitação junto aos órgãos estaduais e, na quinta-feira, o Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovou o parecer da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) favorável ao licenciamento prévio do complexo de usinas.

Segundo estudos da empresa, 600 empregos serão gerados na fase de instalação, podendo beneficiar direta e indiretamente os 370 moradores das seis comunidades da área de influência das usinas. Uma vez em funcionamento, as usinas gerarão juntas 114 megawatts de energia, o equivalente à demanda de 50 mil casas. Uma das vantagens apresentadas pelo consórcio é a localização do empreendimento, em Caraúbas, na margem da BR-116, a cinco quilômetros da sede e a seis da subestação da Chesf. Outro aspecto positivo apontado é a taxa de insolação, satisfatória para dar sustentabilidade econômica ao empreendimento, mesmo em períodos de chuva. Segundo estudos da empresa, 600 empregos serão gerados na fase de instalação, podendo beneficiar direta e indiretamente os 370 moradores das seis comunidades da área de influência das usinas.

Calcário e urbanização

O Coema também aprovou o Projeto para Extração de Magnesita no Sítio Velame, de interesse da empresa Polimix Concreto Ltda. A planta vai extrair calcário de uma jazida de 292 hectares, localizada no município vizinho de Quixeré, na divisa com o Rio Grande do Norte, a quatro quilômetros da localidade de Bonsucesso. E foi aceito ainda o parecer do Projeto de Urbanização da Praia de Mundaú, em Trairi, no Litoral Oeste. Um calçadão de cerca de 18 mil metros quadrados deverá ser construído pela prefeitura local, entre a praça e o mirante da barra.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Semace