Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O número de internações psiquiátricas infantis cresceu 70% no Ceará, saltando de 233, em 2009, para 396, em 2018. No total, foram 2.559 em todo o período. As estatísticas são do Ministério da Saúde.

Em uma década, as hospitalizações dos pequenos cearenses subiram quase sete vezes, saltando de 16, em 2009, para 104, no passado e atingindo, sobretudo, crianças e adolescentes de 10 a 14 anos de idade.

Conforme o levantamento, a cidade de Fortaleza concentra 79% de todas as internações do Estado no período de dez anos: foram 2.022 admissões entre 2009 e 2018. Naquele ano, 155 crianças e adolescentes deram entrada em leitos psiquiátricos, número que aumentou para 358 no ano passado. Entre os pequenos de 10 a 14 anos, a quantidade cresceu de seis para 98 casos

Em Fortaleza, apenas a Sociedade de Assistência e Proteção à Infância (Sopai) dispõe de leitos psiquiátricos para crianças e adolescentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp