Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Brasil poderá chegar, ao final deste ano, com quase 30 milhões de pessoas vivendo em situação de extrema pobreza. Os estudos que apontam esse desastre social foram realizados pelo Banco Mundial e revelam que se enquadram nesse perfil as pessoas com renda mensal de 140 reais. Se prevalecer o estudo do Banco Mundial,o Brasil terá 2 milhões e 500 mil pessoas voltando a viver  abaixo da linha da pobreza até o fim de 2017. A notícia é triste, ruim, mostra o crescimento da concentração de renda e expõe o fracasso do poder público em ações de combate à pobreza. A crise econômica, com mais de 12 milhões de desempregados nos últimos três anos, o fechamento de 110 mil estabelecimentos comerciais somente em 2016, e a redução do número de famílias beneficiadas com os programas de renda mínima agravam ainda mais as condições de vida dos brasileiros mais pobres. Confira o editorial completo no player abaixo:

Editorial 14.02