Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Operários da construção civil realizaram na manhã dessa quarta-feira um protesto na Avenida Rogaciano Leite em Fortaleza. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza, os operários protestam por melhorias nas condições de trabalho, reajuste salarial, vale-alimentação e combustível.

A concentração iniciou por volta das 7h30. O trânsito na avenida ficou lento. Cerca de 700 operários de construções participaram do protesto. O sindicato reforça que a categoria exige o aumento salarial de 6,5%, enquanto os empresários sugerem 4,4%. Há divergências sobre o aumento no vale-alimentação e na troca do vale-transporte pelo combustível.

Em nota, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) informou que está aberto ao diálogo com os servidores e que mantém os benefícios para a categoria, como participação nos resultados, auxílio alimentação, seguro de vida e jornada de trabalho de 42,5h.