Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os deputados federais e senadores se preparam para votar, antes do recesso parlamentar de dezembro, o projeto de lei orçamentária da União para 2020. O relator-geral do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD), já tem muitos números em mãos: entre os 513 deputados federais e 81 senadores, foram apresentadas 7.769 emendas ao projeto de lei orçamentária, somando R$ 8,17 bilhões.

Cada parlamentar pode apresentar até 25 emendas, com valor total de R$ 15,9 milhões. Obrigatoriamente, metade deve ser destinada para ações e serviços públicos de saúde.

Os municípios do Ceará receberão, em 2020, com as emendas individuais dos três senadores e dos 22 deputados federais, um total de R$ 397 milhões e 500 mil reais. O dinheiro é fatiado com pequenos valores para obras consideradas essenciais para a população. A pulverização das emendas é um caminho que os deputados federais e senadores têm para contemplar o maior número possível de municípios.

Em termos gerais, entre as 7.769 emendas apresentados por todas as bancadas, a prioridade ficou para a saúde, com R$ 4,78 bilhões, enquanto, em segundo lugar, aparece a área de Desenvolvimento Regional, com R4 1 bilhão em emendas parlamentares. É, nessa área, de onde sai o dinheiro para as obras de transposição do Rio São Francisco que beneficia diretamente o Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp