Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Estado do Ceará registra 4.583 presidiários inscritos para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, o Encceja, deste ano. Um crescimento de 41,2% em relação ao ano de 2018, que teve a participação de 2.696 internos. Os dados são da Coordenadoria de Educação da Secretaria de Administração Penitenciária.

As provas serão aplicadas em 19 unidades prisionais do Ceará, entre elas as unidades de Caucaia, Pacatuba, Guaraciaba do Norte, Crato e no Centro de Detenção Provisória. A data para realização do exame será nos dias 8 e 9 de outubro. As aplicações acontecem para o Ensino Fundamental e Ensino Médio. Foram 2.847 inscritos para realizar a prova de Ensino Fundamental e 1.736 se inscreveram para o Ensino Médio.

Se aprovado, o detento ganha a certificação para a conclusão do ensino fundamental ou médio. O apenado que tiver a aprovação também terá a remição de pena que varia de acordo com a conclusão. No Ensino Fundamental são 66 dias a menos de pena. Já no Ensino Médio são 50 dias a menos.

Para participar do Encceja, o interno precisa ter o ensino fundamental e médio incompletos. A avaliação, voluntária e gratuita, é aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e tem por objetivo avaliar as habilidades e competências básicas de jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir o ensino fundamental e Médio quando estavam em idade escolar.