Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Duas novas remessas de vacinas contra a Covid-19 desembarcaram no Aeroporto Internacional de Fortaleza nesta quinta-feira (16). O primeiro lote, com 104.130 doses da Pfizer/BioNTech, chegou por volta das 10h30. A segunda carga, com 36 mil doses da AstraZeneca/Fiocruz, foi recebida às 18 horas, e será destinada para aplicação da segunda dose na imunização da população em geral.

As duas remessas, enviadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, já estão na Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim), da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). A distribuição dos imunizantes, que agora totalizam 11.055.908 doses, será feita de forma proporcional aos municípios cearenses. Até o momento, o Ceará entregou aos 184 municípios o equivalente a 10.182.499 aplicações (CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer e Janssen). O agendamento da vacinação é de responsabilidade de cada município.

Vacinômetro

Vacinômetro da Sesa registra que, até as 17 horas desta quarta-feira (15), foram aplicadas 8,83 milhões de doses. Com isso, aproximadamente 5,81 milhões de cearenses receberam a D1, enquanto mais de 3 milhões concluíram o esquema vacinal, considerando D2 ou dose única da Janssen.

Mais de 63% da população do Estado já recebeu pelo menos a primeira parte da imunização, e quase 33% está com esquema vacinal concluído.

Vacine-se

De acordo com o titular da Sesa, Marcos Gadelha, os indicadores da Covid-19 no Ceará se mostram favoráveis para o processo de retomada gradual, progressiva e responsável das atividades econômicas e comportamentais. Entretanto, o secretário alerta para a circulação viral e o surgimento de novas variantes, como a delta, e reforça a importância da vacinação em massa. Atualização da pasta aponta a confirmação de 122 casos de delta e de dois da variante mu.

“Eu queria pedir ao cidadão cearense que convoque seus familiares, vizinhos e todas as pessoas que conhece para se engajar nesse processo de vacinação e de convencimento das pessoas da necessidade de se vacinar. Quem não tomou a primeira dose, que tome a primeira dose. Quem tomou a primeira dose e ainda não tomou a segunda dose, que tome a segunda dose. Porque essa é a principal estratégia no combate à pandemia, além das outras medidas preventivas; uso de máscara, evitar aglomeração, higienização das mãos e do cuidado com aquelas pessoas que têm perfil de risco”, orienta Marcos Gadelha.

O cadastro para a vacinação deve ser realizado na plataforma Saúde Digital. Após o preenchimento do formulário, um e-mail é enviado para a confirmação do registro. A alternativa à confirmação online é telefonar para 0800 275 1475.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp