Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Banco do Brasil anunciou que vai destinar R$ 463 milhões a produtores na safra 2017/18 no Ceará. Deste total, R$ 100 milhões serão destinados para a agricultura familiar, R$ 32 milhões para médios produtores rurais e R$ 331 milhões para a agricultura empresarial. Desse montante, serão destinados R$ 370 milhões para custeio e comercialização e R$ 93 milhões para Investimento.

As linhas de crédito são para custeio e comercialização, voltadas ao financiamento de bens e serviços para a produção agrícola e pecuária – pequena, média e grande -, e de investimento, destinadas à modernização da atividade produtiva.

Na safra 2016/2017, Banco do Brasil no Ceará desembolsou aproximadamente R$ 157 milhões na última safra entre operações de custeio, investimento e comercialização. Em comparação com a safra anterior, houve um crescimento de mais de 10% no volume contratado. A carteira de crédito do agronegócio do BB no Ceará soma atualmente R$ 641 milhões, o que representa mais de 80% da carteira total do Estado, de acordo com o Banco Central.

Para facilitar e modernizar a negociação, um aplicativo disponibilizado pelo banco possibilita ao agricultor a captura das coordenadas geodésicas (latitude, longitude e altitude dos vértices e pontos de inflexão) e do perímetro da área a ser financiada. Essas informações são exigidas pelo Banco Central por ocasião de contratação de operação de crédito.

Em todo o país, o Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões de recursos para a safra 2017/18.