Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um trabalho de investigação desenvolvido pela Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia Municipal de Quixeramobim, resultou na prisão de um suspeito de cometer um estupro de vulnerável contra uma criança de 12 anos. A prisão aconteceu por intermédio de um mandado de prisão, que foi expedido, ontem (23), após os país da vítima denunciarem o suspeito, que chegou a divulgar fotos íntimas da garota em um aplicativo de troca de mensagens instantâneas.

De acordo com o delegado André Firmino, que presidiu o inquérito policial, a denúncia foi feita nessa quarta-feira (23), e ainda ontem, foi representado um pedido de prisão temporária contra João Marcos Martins da Silva (19). O ordenamento jurídico foi imediatamente cumprido pelos policiais civis da Delegacia Municipal de Quixeramobim, que prenderam o indivíduo na casa de um parente, na localidade de Nenelândia, Distrito de Cangati.

Por intermédio das investigações, o ato de João Marcos se enquadra no artigo 217 A do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A Lei prevê reclusão de oito a quinze anos caso ocorra conjunção carnal ou a prática de atos libidinosos com menor de 14 anos. Após o cometido do delito, o suspeito chegou, ainda, a divulgar imagens íntimas da vítima nas redes sociais. João Marcos foi conduzido para a unidade policial, e em seguida, transferido para a Cadeia Pública da cidade.

Com informações Secretaria de Segurança Publica e Defesa Social