Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os nove policiais militares acusados de participação na Chacina da Grande Messejana – que deixou 11 mortos no dia 12 de novembro de 2015 –  voltaram às atividades na Polícia Militar do Estado (PMCE). Os agentes de segurança não poderão portar e nem usar arma de fogo.

Os nove policiais militares estavam afastados das funções desde 2017. Três decisões favoráveis aos PMs foram assinadas pela Controladoria no dia 3 de abril de 2019.

A decisão é da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário e foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na última quinta-feira (11). O DOE pondera que os PMs foram contemplados com “retorno funcional apenas para o desempenho de atividades de cunho eminentemente administrativas“.