Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A população que mora no entorno do canal do Rio Granjeiro, na cidade do Crato, receberam pela primeira vez neste ano um treinamento para deixar a área de forma urgente em caso de uma eventual tragédia, como alagamento ou deslizamento de terra. Os moradores presenciam todos os anos, durante o período chuvoso, alagamento e, em algumas situações, rompimento de parte da estrutura do canal.

Em abril do ano passado, uma chuva de 130 milímetros fez a água transbordar, derrubando parte da Encosta do Seminário, destruindo uma casa e interditando outros 30 imóveis. Durante o treinamento, uma simulação testou e avaliou a capacidade de reação da população e órgãos públicos em casos de emergência. A atividade também contou com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o Corpo de Bombeiros e a Guarda Civil Municipal.

O canal do Rio Granjeiro é a maior preocupação dos moradores de Crato. Um dos episódios mais marcantes aconteceu em 28 de janeiro de 2011, quando uma precipitação de 162 milímetros deixou famílias desabrigadas, arrastou carros e causou um prejuízo milionário para o comércio. Já no ano passado, a estrutura transbordou duas vezes e parte de sua parede foi destruída.

Após a última quadra invernosa, a Secretaria de Infraestrutura de Crato iniciou a reconstrução do canal e ao todo, foram gastos quase R$ 1,5 milhão.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp