Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, inauguram, nesta quinta-feira (12), às 17h, a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Leonel de Moura Brizola, no bairro Planalto Ayrton Senna (Regional V). A unidade atenderá cerca de 480 alunos, do 6º ao 9º ano.

O novo equipamento possui área total de 4.800m², sendo a área construída de 3.906m². A unidade teve investimento total de R$ 11.209.688,75, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) – R$ 5.400.000,00 – e do Tesouro Municipal – R$ 5.049.688,75. O valor total inclui ainda o investimento da Prefeitura de R$ 760 mil para a aquisição de equipamentos.

A escola dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Com a Escola Municipal de Tempo Integral Leonel de Moura Brizola, a Rede Municipal de Ensino chega a 24 ETIs – antes de 2013, não contava com nenhum equipamento do tipo. Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos professores diretores de turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Tempo Integral

Fortaleza está em primeiro lugar em cobertura percentual no Brasil de matrículas de tempo integral, de acordo com dados preliminares divulgados pelo Censo Escolar da Educação Básica 2019. Com o avanço no número de matrículas, Fortaleza possui hoje 41,3% dos seus alunos estudando em tempo integral. Em números absolutos, ocupa ainda o posto de segunda capital no País, com 86.121 matrículas, superando São Paulo (73.807). O primeiro lugar é ocupado pelo Rio de Janeiro, que possui 197.357 matrículas em tempo integral. Os municípios de Belo Horizonte (52.599) e Curitiba (48.648) ocupam a quarta e quinta posição, respectivamente, segundo o levantamento.

O Censo Escolar de 2018 já tinha apontado a capital cearense como destaque, ocupando o posto de 3ª capital do Brasil, com 67.417 matrículas, que correspondia a 31,5% da Rede Municipal atendida em tempo integral. A meta é que em 2020 Fortaleza tenha 50% dos seus alunos na modalidade em tempo integral.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp