Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Movimento de Apoio ao Sistema Prisional de Réus Multidenunciados (Masp), projeto do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), está agilizando o julgamento de processos de presos que respondem a seis ou mais ações criminais na Comarca de Fortaleza.

Por isso, magistrados de 25 Varas da Capital (17 Criminais, cinco do Júri e três de Delitos de Tráfico de Drogas) fazem esforço conjunto para finalizar as ações, permitindo que os réus tenham a pena total por todos os delitos. O Ministério Público, a Defensoria Pública, a Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Ceará, e a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) também integram a iniciativa.

As atividades envolvem audiências, despachos e sentenças proferidas diariamente. Em uma das decisões, a juíza Marilêda Frota Angelim Timbó, titular da 14ª Vara Criminal, condenou Francisco Wirley Oliveira do Nascimento a cinco anos e quatro meses de reclusão, por roubo qualificado com emprego de arma.

Segundo a denúncia, ele tentou fugir de blitz da Polícia Militar, mas foi perseguido e capturado com uma motocicleta roubada. Em juízo, confessou o crime. O depoimento do proprietário da moto e das testemunhas confirmaram que o acusado praticou o assalto, tendo ameaçado a vítima com revólver. Francisco Wirley responde a outros seis processos.

Veja abaixo outros processos do Masp julgados pela magistrada.

RÉU – Saymon Estevam da Rocha;
CRIME – prática de furto de veículo;
CONDENAÇÃO – dois anos e dois meses de reclusão;
NÚMERO DE AÇÕES – Ele tem 15 processos arquivados definitivamente. Também tem um processo julgado na 16ª Vara Criminal e outro na 13ª unidade, além de três ações penais em andamento, entre outros;

RÉUS – Liana Charlene Silva de Moura e Antônio Moreira da Silva;
CONDENAÇÃO – dez meses de reclusão;
CRIME – estelionato. Eles tentaram comprar um monitor de LCD com cheque falso;
NÚMERO DE AÇÕES – Liana Charlene possui nove processos em andamento e dez arquivados em definitivo. Antônio Moreira tem nove ações em andamento e dez arquivadas definitivamente.

RÉUS – Charliano Viana da Costa e Francisco Lucas da Silva;
CONDENAÇÃO – Charliano Viana deve cumprir um ano e quatro meses, enquanto Francisco Lucas teve a pena fixada em um ano e seis meses de reclusão;
CRIME – tentativa de roubo qualificado.
NÚMERO DE AÇÕES – Charliano Viana não registra antecedentes criminais. Já Francisco Lucas possui outras ações em andamento, em grau de recurso e arquivadas.

O MASP

O Masp foi criado por meio da Resolução nº 2/2017, do Órgão Especial do TJCE, para priorizar a tramitação de processos de presos com várias ações penais. A primeira fase abrange 185 réus com seis ou mais casos nas Varas da Comarca de Fortaleza. No Tribunal, a prioridade é dos acusados com três ou mais recursos. A primeira etapa teve início em 24 de março, com previsão para ser concluída dentro de até 150 dias.

Com informação da A.I

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp