Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O coordenador geral da campanha presidencial do PT, Sérgio Gabrielli, juntamente com a equipe de marketing petista, enviaram carta às campanhas estaduais pedindo “todo cuidado e zelo” na utilização da imagem de Lula diante do veto à candidatura dele determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Todos os programas de TV e de rádio podem e devem manter Lula como apoiador de nossas candidaturas”, afirma o texto. Mas eles precisam “observar sempre o limite legal de 25% do tempo total”, o máximo permitido para quem não está na cabeça da chapa presidencial.

Eles sustentam que todas as alterações necessárias para se adaptar às exigências do TSE foram feitas na madrugada do último sábado. Lula só teria aparecido na TV e em rádios como candidato porque “algumas emissoras simplesmente não receberam” o novo material e mantiveram as inserções antigas, afirma Gabrielli.

Com informações do Jornal Folha de São Paulo