Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Lideranças municipais do PT começam a se articular para apresentar, em março, o nome da deputada federal Luizianne Lins como pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza. O vereador Guilherme Sampaio, Presidente da Executiva Municipal, é outro nome que aparece como pré-candidato à sucessão do prefeito Roberto Cláudio (PDT), mas Luizianne surge com maior capital eleitoral.

Prefeita por dois mandatos (2005-2008 e 2009-2012) e, em 2018, reeleita à Câmara Federal com 173.777 votos, sendo 111.257 votos somente em Fortaleza, Luizianne tem um mandato parlamentar discreto, sem muita presença na mídia, nem destaque no Plenário do Legislativo, mas carrega força eleitoral que a credencia a ganhar o apoio da militância do PT na corrida pela sucessão municipal.

Os rumos do PT na corrida pela Prefeitura de Fortaleza entraram no debate, nesta quinta-feira (9), de um café da manhã de integrantes da cúpula estadual e municipal da sigla. Entre os presentes à mesa, o ex-vereador e advogado Deodato Ramalho e o jornalista Waldemir Catanho, principal assessor político de Luizianne Lins.

Os defensores da candidatura própria enfrentam um cenário político adverso porque o principal nome do PT no cenário estadual, que é o governador Camilo Santana, tem compromisso com o grupo liderado pelo senador Cid Gomes (PDT). Camilo não tem pressa em expor posição sobre as eleições municipais. O certo, porém, entre os petistas que são mais ferrenhos na defesa da candidatura própria, é que Camilo tem lugar reservado no palanque do candidato do PDT.

As lideranças estaduais do Partido dos Trabalhadores têm o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um dos maiores trunfos para o palanque do candidato da agremiação à Prefeitura de Fortaleza. Lula tem estimulado o lançamento de candidaturas próprias às prefeituras das Capitais para o primeiro embate com os aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp