Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A capacidade hídrica do Ceará já atingiu 21,2% do volume total durante a quadra chuvosa de 2019, que termina oficialmente no próximo dia 31. Em comparação com o fim da quadra do ano passado, a recarga dos reservatórios é quatro pontos percentuais maior. Em 2018, o Estado acumulou 17% da capacidade dos açudes preenchida.

Essa é a maior capacidade registrada desde 2015. No entanto, os dados consolidados sobre a situação atual do abastecimento do Ceará ainda não foram gerados. O balanço dos meses chuvosos, de fevereiro, março, abril e maio, será divulgado apenas no começo de junho pela Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH).

O Castanhão, maior reservatório do Estado, chega a estes últimos dias de quadra chuvosa com menos de 6% da capacidade preenchida. Mesmo com o aporte recebido no mês de abril, que fez com que o volume saísse dos 3,5%, o Castanhão ainda não superou o registrado há um ano. Já o açude Araras está com 64,76% da capacidade preenchida. Ele é o quarto maior reservatório do Estado, faz parte da bacia do Acaraú e recebeu o maior aporte do ano, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

O aporte registrado durante esta quadra chuvosa  já é o maior desde 2011, pelo menos 33 açudes sangraram neste ano e, atualmente, 42 reservatórios estão com volume acima de 90%. No entanto, dos 155 açudes monitorados pela Cogerh, 72 estão com volume abaixo de 30%.