Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Diagnóstico Hidrossanitário das Escolas Municipais, realizado pela We World – GVC Brasil, apontou que a maioria das escolas públicas da rede municipal no Ceará não está preparada para o retorno das aulas presenciais, suspensas há 18 meses devido a pandemia do novo coronavírus.

Com o objetivo de resolver essas carências e dar maior segurança às famílias sertanejas, três ações sociais foram definidas para atender escolas de 18 municípios do sertão cearense: doação de 134 kits escolares de higiene pessoal, prevenção sanitária e implantação de 15 cisternas escolares.

Os municípios beneficiados serão Ararendá, Boa Viagem, Crateús, Deputado Irapuan Pinheiro, Ipueiras, Madalena, Milhã, Mombaça, Novo Oriente, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Poranga, Quiterianópolis, Quixeramobim, Senador Pompeu, Tauá, Solonópole e Tamboril.

A distribuição dos insumos está prevista para ocorrer do dia 29 deste mês a 2 de outubro. Serão entregues 9.500 litros de álcool, 64.800 máscaras PFF2 e 18 mil pacotes de absorventes. Além disso, serão construídas 15 cisternas escolares, instaladas 60 pias para lavagem de mãos e fixados 134 banners educativos para as escolas contempladas por estas ações sociais.

As 15 cisternas serão implantadas em sete municípios:
Senador Pompeu (2); Solonópolis (2); Milhã (3); Pedra Branca (3); Madalena (1); Mombaça (2) e Novo Oriente (2).

A ação social será feita pelos Projetos “Contexto: Educação, Gênero e Emancipação”, (co-financiado pela União Europeia); “De volta às aulas em tempos de pandemia: água e saneamento para garantir ambientes seguros no Semiárido” (financiado pela Otto Per Mille) e pelo Programa Solidariedade a Distância (SaD )(financiado pela We World Onlus).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp