Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após um acordo firmado entre o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e a Prefeitura de Guaramiranga, a prática de queima de fogos silenciosos foi adotada pelo município. Além disso, em Quixadá, no Sertão Central, a prefeitura atendeu a campanha de moradores e também determinou show pirotécnico sem barulho.

No termo, a Prefeitura se comprometeu a excluir da queima de fogos os rojões do tipo “treme-terra”, podendo usar apenas os com efeitos visuais, assim como aqueles que produzem barulho de baixa intensidade. O município também assumiu a obrigação de, em até 90 dias, enviar à Câmara Municipal de Guaramiranga um Projeto de Lei proibindo fogos de artifícios que possuem uma quantidade maior de pólvora, assim como de qualquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro em todo o território do município, em locais fechados e abertos, públicos e privados. A lei incluirá, ainda, vedação à comercialização de fogos fora do padrão permitido.

O acordo assinado entre os órgãos foi elaborado após reclamação de populares contra barulho exagerado em eventos com uso de fogos de artifícios, causando sofrimento a pessoas idosas, doentes, crianças, pessoas com transtorno do espectro do autismo, e animais, segundo o MPCE.

A adequação da prática também vai ser adotada no município de Quixadá, onde o show pirotécnico vai ser silencioso, com duração de aproximadamente 10 minutos. A novidade foi divulgada pelo secretário municipal de Turismo, Pedro Baquit. A mudança atendeu a uma campanha de sensibilização feita por populares e compartilhada nas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp