Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Conselho-Geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) aprovou a recondução do brasileiro Roberto Azevêdo, atual diretor-geral da Organização, a um segundo mandato de quatro anos que terá início em 1º de setembro de 2017.

Roberto Azevêdo era candidato único. Em nota, o Itamaraty afirmou que a decisão “representa o reconhecimento dos Membros da OMC à contribuição do Diretor-Geral para os resultados alcançados pela Organização durante seu primeiro mandato (2013-2017)”.

Durante o primeiro mandato do embaixador foi concluída, em 2013, a negociação do Acordo de Facilitação de Comércio (AFC). Esse foi o primeiro acordo multilateral celebrado pela OMC desde sua criação em 1º de janeiro de 1995 .O AFC entrou em vigor no último dia 22 de fevereiro.

Outro destaque do primeiro mandato de Azevêdo ocorreu na Conferência Ministerial de Nairobi, em dezembro de 2015, quando se chegou ao entendimento histórico sobre o fim dos subsídios à exportação de produtos agrícolas.

Em sua rede social, o presidente Michel Temer apoiou a recondução do diretor geral e felicitou Roberto Azevêdo pela eleição. Para o Itamaraty, ele “continuará a contribuir, em circunstâncias internacionais cada vez mais desafiadoras, para o fortalecimento do Sistema Multilateral de Comércio”.

Fonte: Portal Brasil