Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A 32ª Vara da Justiça Federal no Ceará determinou, na manhã desta terça-feira, o cumprimento de 25 mandados de busca e apreensão, 8 conduções coercitivas, 7 mandados de prisão preventiva e 6 de prisão temporária. A operação Valentina visa a repressão a crime cibernético de fraude por meio de internet banking em celulares e computadores.

Um dos investigados é de São Paulo, o restante deles do Ceará. A fraude resulta em altos valores, já tendo sido confirmado o valor de R$ 7,5 milhões, com vítimas em todo o Brasil. A seqüência de golpes vem causando grande impacto em bancos privados. A investigação é  de competência da Justiça Federal por envolver também crimes contra a Caixa Econômica Federal (CEF).

A fraude era realizada de forma sofisticada com os envolvidos na ação criminosa  obtendo senhas em computadores e celulares. O  grupo criminoso cadastrava novos números de celulares ao serviço, recebia nova senha para acessar a conta da vítima e efetuava a transferência de valores, utilizando o internet banking.

Os levantamentos preliminares apontam que, em um só dia, as fraudes chegavam a fraudar 45 contas bancárias. Após a fraude, o grupo passava a usufruir dos recursos com viagens, carros e festas. Em geral os investigados são jovens, mas nesse momento da Operação os nomes ainda são mantidos em sigilo. Os investigados teriam praticado crimes de furto qualificado, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

A sucessão de fraudes gera muitos transtornos para pessoas físicas e empresas. Um relato de um empresário, com o Boletim de Ocorrência em mãos, feito, no início da tarde dessa segunda-feira, em uma delegacia da Polícia Civil, em Fortaleza, retrata a dimensão da organização criminosa: a empresa teve surrupiado, na segunda-feira, pela manhã, um valor superior a R$ 10 mil reais.

Os dirigentes da empresa foram ao banco (particular), preencheram um formulário com o relato sobre a fraude, em seguida se deslocaram a uma delegacia de Polícia, fizeram um BO e, minutos depois, estavam de volta à agência bancária para dar seqüência às exigências na tentativa de ter ressarcido os valores extraídos da conta bancária por meio de acesso pela internet.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp