Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um software voltado para a identificação de ocupações irregulares na cidade de Fortaleza foi apresentado, nesta quinta-feira (16/02), na sede da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec). O Sistema de Gerenciamento de Ocupações Irregulares de Fortaleza (Soifor) permitirá maior integração entre os órgãos envolvidos com a temática, além de otimizar o planejamento das ações.

O Soifor foi apresentado durante um encontro voltado para a retomada das ações de ordenamento do espaço urbano de Fortaleza, que reuniu representantes de secretarias municipais como Seuma, Sepog, Regionais e Habitafor, além de integrante da Polícia Militar, Cagece e Enel. O titular da Sesec, Azevedo Vieira, falou do planejamento das atividades para 2017 e destacou a importância do sistema para o sucesso das operações. “Essa reunião retoma o nosso trabalho de devolver para cidade os espaços públicos ocupados irregularmente. Com o Soifor poderemos planejar de forma integrada as ações e minimizar os danos para todos os envolvidos”.

O Sistema de Gerenciamento de Ocupações Irregulares de Fortaleza foi desenvolvido, por meio da Coordenadoria de Políticas de Segurança Cidadã (Copsec), e será disponibilizado para todos os órgãos envolvidos com essa temática e deve dinamizar e sistematizar uma demanda que antes era realizada de forma manual. “Com o Soifor, um banco de dados será preenchido e com isso permitirá a elaboração de relatórios, gráficos e outras informações capazes de otimizar o emprego preciso das ferramentas necessárias para cada operação”, explica o coordenador da Copsec, André Souza.

Na prática, o Soifor facilitará a identificação das áreas ocupadas irregularmente na cidade, bem articulação das políticas públicas do Município para cada caso. “O Sistema de Gerenciamento de Ocupações Irregulares de Fortaleza dará para a Prefeitura a capacidade de identificar que política de atuação do Município deverá ser empregada, seja nas questões da habitação, emprego, renda, entre outras”, destaca gerente do Grupo de Trabalho de Ocupações Irregulares da Sesec, Francisco Campos.

Com informação da A.I