Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e do Núcleo de Imunizações, da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, divulga nota técnica sobre o surto de sarampo no Brasil e orienta os profissionais de saúde sobre a identificação precoce de possíveis casos suspeitos da doença.

Desde 2015, até 16 de agosto de 2019, o Estado do Ceará não confirmou nenhum caso da doença. O Ceará foi declarado livre do sarampo em 2016, após uma epidemia iniciada em dezembro de 2013, com 1.052 casos confirmados até julho de 2015. O fim da transmissão do vírus do sarampo no Ceará foi anunciado em 24 de setembro de 2015.

De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente 53 cidades em quatro estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná) mantêm-se com surto ativo de sarampo, ou seja, com crescimento do número de casos confirmados da doença. Os sintomas são febre, conjuntivite, coriza, tosse e manchas vermelhas.

A vacinação é a única maneira de prevenir o Sarampo. O esquema vacinal é feito através da vacina tríplice viral. A vacina encontra-se em todos os postos de saúde no Estado.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp