Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A segunda fase da pesquisa de soroprevalência em Fortaleza inicia na segunda-feira. Nesta nova fase, serão realizados mais 3.300 exames, entre testes rápidos e RT-PCR, que estabelecerão o percentual de pessoas que foram ou estão contaminadas pelo vírus.

Os pesquisadores receberam treinamento para a aplicação dos testes, especialmente o RT-PCR que nessa fase começa a ser realizado na Capital, além dos procedimentos de biossegurança. Serão realizados 3.300 testes em 113 bairros, das seis regionais de Fortaleza. Foram sorteados 330 setores censitários da cidade, sendo cada um deles correspondente a um conjunto de quarteirões. Ao todo, o estudo realizará 9,9 mil testagens em cerca de 10 mil moradores da capital.

O morador a ser testado será sorteado entre os presentes. No caso de pessoas com menos de 18 anos e de incapazes, os testes acontecerão mediante autorização dos pais ou do responsável. A realização da pesquisa é importante para ampliar o controle epidemiológico nos municípios e orientar as políticas públicas de prevenção e combate à Covid-19.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp