Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Moradores e dirigentes de empresas das localidades de Taquara, em Caucaia, e Mucanã, em Maracanaú, estão, desde o início da manhã dessa quarta-feira (21), sem energia elétrica. Os consumidores cobraram mais manutenção da rede elétrica e intensificaram, ao longo da manhã, queixas junto à Enel para reparos e maior segurança no fornecimento da energia.

‘’São frequentes as quedas de energia elétrica, com prejuízos imensos para quem tem escritório ou equipamentos em funcionamento’’, desabafa Carla Mônica, uma, entre muitos consumidores, que fizeram apelos à Enel para dar mais atenção aos clientes da empresa nas comunidades da Taquara e Mucanã.

Outros clientes da Enel que fizeram queixas logo nas primeiras horas desta sexta-feira (23) não esconderam a indignação ao receberem a informação de que somente, por volta das 17 horas, uma equipe de técnicos estará no local para fazer a manutenção da rede.

Queixas semelhantes foram feitas no início da semana, os técnicos da Enel (fotos) foram à Taquara, em Caucaia, disseram que fizeram os reparos, mas, três dias depois, os problemas voltam a se repetir.

“Nos últimos 10 dias, diante da constante oscilação da corrente elétrica, tivemos equipamentos danificados e queimados”, disse Carla Mônica, autora de um protocolo para registrar a falta de energia, por duas vezes, entre segunda e hoje.

Enel antecipa ligação

Após uma sucessão de apelos e protocolos de consumidores das localidades de Mucunã e Taquara, técnicos da Enel anteciparam para o meio-dia, a visita aos municípios de Maracanaú e Caucaia para reativar o sistema de energia elétrica. Os serviços foram reiniciados logo depois, sendo confirmado por moradores e dirigentes instaladas tanto em Taquara como em Mucunã.

No primeiro momento, pela manhã, quando as reclamações começaram a chegar na Enel, a informação é de que por volta das 17h uma equipe da empresa estaria no local. Diante de tantas queixas, a Enel antecipou e consertou a rede. A expectativa dos moradores é que o serviço, após ser reestabelecido, não seja interrompido por falta de manutenção.