Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Diante do número crescente de ocorrências de casos de contaminação advindas da pandemia ocasionada pelo Coronavírus no Ceará, o Governo do Ceará, através da Secretaria de Meio Ambiente, propôs aos municípios cearenses a elaboração de um Plano de Contingência Municipal de Gestão de Resíduos Sólidos em virtude do enfrentamento da pandemia causada pelo Coronavírus com o intuito de reduzir a disseminação do vírus e preservar a saúde da população cearense.

A proposta dará aos municípios condições de traçarem estratégias de ações de prevenção e controle para conter o avanço da doença decorrente do manejo dos resíduos sólidos em meio à pandemia.

A Sema recebeu 70 Planos de Contingência Municipais, a saber: Abaiara, Aiuaba, Altaneira, Antonina do Norte, Ararendá, Araripe, Assaré, Aurora, Baixio, Banabuiú, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Capistrano, Cariré, Cariús, Catunda, Cedro, Chorozinho, Croatá, Deputado Irapuan Pinheiro, Fortim, Graça, Groaíras, Guaiúba, Hidrolândia, Horizonte, Icó, Iguatu, Independência, Ipaporanga, Ipaumirim, Ipu, Itaitinga, Itapipoca, Itatira, Jati, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Meruoca, Milagres, Milhã, Mombaça, Mucambo, Nova Olinda, Nova Russas, Ocara, Pacajus, Pacujá, Penaforte, Piquet Carneiro, Pires Ferreira, Porteira, Potengi, Quixadá, Quixelô, Redenção, Saboeiro, Salitre, Santana do Cariri, São Benedito, São Gonçalo do Amarante, Senador Pompeu, Sobral, Solonópole, Tamboril, Tarrafas, Umari e Várzea Alegre.

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp