Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O senadores decidiram, pela terceira vez, adiar a votação dos projetos de lei que visam a redução do preço dos combustíveis no Brasil.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 9, para atender o pedido feito pelo vice-líder do governo no Senado, Carlos Viana (MDB-MG), com o objetivo de negociar o teor das propostas com o relator dos projetos, o senador Jean Paul Prates (PT-RN). Está nas mãos do petista, o PLP 11/2020, que altera as regras da cobrança do ICMS, e o PL 1472/2021, que cria a Conta de Estabilização (chamado de CEP dos Combustíveis) para conter a oscilação nos valores ao consumidor.

O governo federal defende a aprovação apenas do projeto que prevê uma alíquota única para o ICMS sobre os combustíveis.

A sessão para discutir os projetos de lei está prevista para começar às 10h desta quinta-feira, 10.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp