Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O senador e filho mais velho do presidente da República, Flávio Bolsonaro, se desfiliou do PSL na tarde desta terça-feira (12). Flávio deixou o partido após a crise envolvendo dirigentes da sigla e o presidente. Agora, o senador vai apoiar a campanha para criar um novo partido, e no Ceará, o PSL ficará sem deputado estadual.

Além disso, por ter concorrido em uma eleição majoritária, o senador não corre o risco de perder o mandato, diferentemente de outros deputados que decidam deixar o PSL.

A decisão foi divulgada após uma reunião com a bancada, onde o presidente Jair Bolsonaro anunciou que deixará o PSL e criará um novo partido, o Aliança Pelo Brasil . A expectativa é que em torno de 30 parlamentares acompanhem o presidente e a primeira reunião da futura legenda vai acontecer no próximo dia 21.

Mudança de partido

A carreira política de Bolsonaro tem um histórico de troca de partidos ao longo de três décadas . O PSL foi o oitavo partido por onde Bolsonaro passou. Antes, o presidente teve passagens por: PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP e PSC.

Em busca de um partido para disputar a eleição presidencial, Bolsonaro anunciou em janeiro do ano passado que trocaria o PSC pelo PSL e a filiação ocorreu em março.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp