Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na manhã desta terça-feira (20), os brasileiros acompanharam uma cena de pânico no Rio de Janeiro. Um sequestrador fez refém os passageiros de um ônibus na ponte Rio-Niterói. A ação começou por volta das 5h45 da manhã, no coletivo haviam 31 reféns, segundo a Polícia Militar. Desde os primeiros minutos, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Política Militar acompanharam o sequestro.

O homem se identificou como policial militar e começou a ameaçar os passageiros e o motorista do ônibus com um simulacro de revólver, uma arma de choque e uma faca. Além disso, o sequestrador também ameaçava os populares com gasolina, afirmando que colocaria fogo no coletivo.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) chegou ao local por volta das 6h55 com negociadores para tentar um contato com o sequestrador. Após liberar seis reféns, às 9h02, o suspeito saiu do ônibus e foi baleado na perna por um sniper (atirador de elite). Minutos depois a PM informou que o sequestrador morreu na ação.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp