Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
De olhos nas melhorias para a capacitação dos profissionais das forças de segurança do Ceará, somente entre fevereiro e junho deste ano, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) investiu mais de R$ 35 mil em despesas com passagens e diárias para servidores da Segurança Pública com o objetivo de participar de cursos em outros estados. No total, 18 profissionais da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram beneficiados. As despesas foram custeadas com recursos do Projeto de Apoio à Capacitação dos profissionais da Segurança Pública do Ceará.

Entre as formações contempladas com os recursos do projeto estão as participações no Curso de Boas Práticas no Enfrentamento ao Terrorismo, realizado pela Polícia Federal, em Brasília; estágio junto à Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos do Estado de Goiás; o Curso Básico de Antropologia Forense, em Ribeirão Preto, São Paulo; o Curso de Operações Especiais realizado pela Polícia Militar de Alagoas; Curso de Atiradores de Precisão, realizado pelo Comando de Operações Táticas, entre outros. E ainda incluiu a participação da Pefoce na Conferência Nacional de Ciências Forenses, realizada em Brasília, no mês de maio. O evento marcou também a entrada do perito geral da Pefoce, Ricardo Macêdo, como representante na Academia Ibero-americana de Criminalística e Estudos Forenses (AICEF), que compartilha experiências com representantes de outros 20 países na área pericial.

No final do mês passado, o Conselho Estadual do Fundo de Defesa Social (FDS) aprovou a utilização de cerca de R$ 275 mil para atendimento das demandas de capacitação no período de julho de 2017 a dezembro de 2018, havendo a possibilidade, a depender das demandas, de serem aportados mais recursos no decorrer de sua execução. Os montantes do projeto são direcionados para a participação de servidores em cursos, seminários e eventos de interesse relacionados ao tema segurança pública.

Os valores serão investidos em conhecimento de novas tecnologias na área da segurança, bem como atender a necessidade de se reconhecer o esforço desprendido pelos profissionais da Segurança Pública no desempenho de suas atividades frente às vinculadas.

Investimentos

No últimos dias, o secretário de Segurança Pública, André Costa autorizou o pagamento para compra de R$ 1,2 milhão de reais em EPI (Equipamentos de Proteção Individual) para bombeiros militares. Além da liberação de R$ 900 mil para concluir as obras do Quartel dos Bombeiros no Mucuripe. Para a Polícia Militar, foram adquiridos com recurso do Fundo de Defesa Social – já empenhado e aguardando prazo de entrega – 514 novos computadores. A última compra de computadores para a PM foi feita em 1995. Além de garantir recursos para climatizar todas as salas do Colégio Militar da PM em Fortaleza e em Juazeiro do Norte. Já para a Polícia Civil, a aquisição de coletes balísticos já está em fase de adesão de ata.

Fonte: SSPDS