Categorias
Estadual Destaque2

Fecomércio-CE apresenta cartão para acesso a crédito exclusivo do Banco do Nordeste

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) apresenta nesta segunda-feira (19) as linhas de crédito destinadas às empresas do comércio de bens, serviços e turismo através do Banco do Nordeste (BNB), na sede do Sistema Fecomércio Ceará.

É a concretização do acordo de cooperação técnica firmado entre a Confederação Nacional do Comércio (CNC) com o BNB. Através dessa parceria está sendo apresentado o Cartão BNB com a oferta de acesso ao crédito. Essa ação será realizada também em Tianguá, dia 20, e em Sobral, dia 21, e depois se estenderá para todas as regiões cearenses.

A apresentação do Cartão BNB acontece no auditório da sede do Sistema Fecomércio, a partir das 11h, com a participação do presidente licenciado do Sistema Fecomércio Ceará e vice-presidente administrativo da CNC, Luiz Gastão Bittencourt, do presidente do BNB, Romildo Rolim e do presidente da Fecomércio Ceará, Maurício Filizola. Na ocasião, será lançada também cartilha de crédito com informações sobre benefícios que o acordo traz ao setor.

Benefícios

As empresas associadas podem usufruir de soluções financeiras para dar suporte à instalação, ampliação e modernização de unidades, aquisição de veículos, equipamentos e estoques, assim como à redução de custos que permitam o incremento de resultados das empresas.

O acordo disponibiliza também os recursos do FNE que propiciam às empresas associadas o avanço na inovação, na produtividade e na competitividade.

Dentre os maiores beneficiados do acordo estão as micro e pequenas empresas, ou seja, as empresas com faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões, que também passam a contar com condições especiais de financiamento. Entre as opções estão: financiamento de até 100% do investimento, dispensa de garantias reais em negócios de até R$ 50 mil, dispensa de garantias reais para curto prazo até 15% do faturamento, dispensa de projetos para financiamentos até R$ 3,4 milhões, financiamento para imóvel, inclusive terreno para a sede da empresa e bônus exclusivo de adimplência aos pagamentos pontuais com fonte FNE.

Serviço

Apresentação do Cartão BNB que dá acesso aos benefícios do acordo de cooperação técnica

19 de agosto – Fortaleza

Horário: 11 horas

Local: Auditório Alberto Farias, sede do Sistema Fecomércio-CE – Rua Pereira Filgueiras, 1070 – Aldeota

20 de agosto – Tianguá

Horário: 19 horas

Local: Sebrae – R. Teófilo Ramos, 645 – Centro

21 de agosto – Sobral 

Horário: 19 horas

Local: Senac – R. Dr. João do Monte, 980 – Centro

 

*(Com informações da Fecomércio-CE)

Categorias
Bate-Papo político Destaque1

“É um banco de fomento, de atuar do desenvolvimento regional”, afirma Beto Almeida sobre Banco do Nordeste

O Banco do Nordeste contratou R$ 18,8 bilhões em operações de crédito nos seis primeiros meses do ano e registrou lucro líquido de R$ 744,8 milhões, o maior da história da instituição para um semestre. Os números estão no balanço financeiro da instituição, a ser publicado nesta quarta-feira (14).

Saiba mais:
+ Desempenho surpreende: BNB registra R$ 744,8 milhões de lucro no semestre

O assunto foi repercutido pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Bate Papo Político do Jornal Alerta Geral (Expresso Fm 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais) desta quarta-feira (14).

Para Luzenor, os números apresentados são bem expressivos, e justificam, nesse momento, a movimentação das assembleias legislativas do nordeste e do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, José Sarto, em relação à necessidade de fortalecimento dos órgãos do Governo Federal no Ceará e na região nordeste, como, por exemplo, e principalmente o Banco do Nordeste (BNB).

Beto destaque que essa expressividade dos números se mostra extremamente positiva. Para o jornalista, os números também “fortalecem o Banco do Nordeste nessa luta que tem hoje, e ainda tem questionamentos sobre um processo de esvaziamento das funções do banco”.

Porque na medida em que se ameaça esvaziar o FNE que é o Fundo Constitucional do Nordeste, que é o principal meio de financiar empresas e o maior bloco financeiro de atuação do banco, há uma tentativa de esvaziamento da própria razão de ser do banco, afirma Beto.

Beto comenta que esse resultado também fortalece o atual presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim. O jornalista ressalta a competência do presidente no desempenho das atividades como gestor do banco. Sobre a atuação do Banco do Nordeste, beto comenta que:

Ele é um banco de fomento, de atuar do desenvolvimento regional

Confira mais detalhes com o correspondente, Carlos Alberto:

No Ceará, o Banco do Nordeste aplicou R$ 3 bilhões de janeiro a junho de 2019, com 840,6 mil operações de crédito contratadas. O microcrédito é um dos destaques no período, com R$ 1,6 bilhão destinado a esse segmento da economia.

Categorias
Luzenor de Oliveira Destaque2

Desempenho surpreende: BNB registra R$ 744,8 milhões de lucro no semestre

O Banco do Nordeste contratou R$ 18,8 bilhões em operações de crédito nos seis primeiros meses do ano e registrou lucro líquido de R$ 744,8 milhões, o maior da história da instituição para um semestre. O lucro é 223% maior do que no mesmo período do ano passado e o montante contratado representa crescimento de 8,2% em comparação com o resultado apurado de janeiro a junho de 2018. Os números estão no balanço financeiro da instituição, a ser publicado nesta quarta-feira, 14.

O resultado operacional do BNB nos seis primeiros meses é de R$ 1,1 bilhão. O valor é 161,1% maior do que no mesmo período de 2018 e decorre do aumento do volume de contratações e desembolsos aliado à redução do aprovisionamento para risco de crédito e redução de despesas administrativas.

No Ceará, o Banco do Nordeste aplicou R$ 3 bilhões de janeiro a junho de 2019, com 840,6 mil operações de crédito contratadas. O microcrédito é um dos destaques no período, com R$ 1,6 bilhão destinado a esse segmento da economia.

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim, credita o crescimento do resultado ao propósito de tornar o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado exclusivamente pela instituição, cada vez mais relevante para sua área de atuação, que inclui os Estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo – e, consequentemente, para o país.

“De fato, esse objetivo move cada um dos que fazem a organização. Tal nível de comprometimento institucional, com foco na eficiência, na eficácia e na conformidade, refletiu-se nos resultados do primeiro semestre deste ano, os quais mostram como a empresa desempenha papel fundamental na promoção do bem-estar das famílias e na competitividade das empresas. Muito mais que números, o importante é o impacto positivo que cada uma das linhas de crédito e das políticas de desenvolvimento promovem, com geração de emprego, renda e qualidade de vida para milhões de pessoas”, afirma Romildo.

Resultados

Nos seis primeiros meses do ano, foram contratadas no total mais de 2,5 milhões de operações. Só com recursos do FNE, o Banco do Nordeste aplicou R$ 13,4 bilhões, distribuídos em mais de 250 mil contratos. O resultado é 8,9% superior ao do primeiro semestre de 2018.

Para investimentos de infraestrutura, foram destinados R$ 5,7 bilhões no período. “Trata-se de um reforço do apoio do BNB à retomada da atividade econômica regional, com financiamento a empreendimentos nos segmentos de energia, saneamento básico e de água e aeroportos, por exemplo”, explica o presidente.

A instituição tem o objetivo estratégico de ser o principal agente financeiro das micro e pequenas empresas em sua área de atuação e contratou R$ 1,7 bilhão até junho com esse público, em mais de 20,8 mil operações. O valor é 51% maior do que no primeiro semestre do ano anterior.

O Crediamigo do Banco do Nordeste mantém-se como o maior programa de microcrédito produtivo orientado e urbano da América do Sul. Foram aplicados R$ 4,77 bilhões no semestre, volume 11% superior ao do mesmo período do ano passado, distribuído em mais de 2,1 milhões de operações.

No microcrédito rural, o programa Agroamigo destinou, até junho, R$ 1,1 bilhão a produtores que contrataram mais de 219 mil operações. Em seis meses, foram regularizadas 89 mil dívidas rurais, que somaram R$ 7,6 bilhões, com base nos benefícios da Lei n.º 13.340/2016 e no Artigo 29-A da Lei n.º 13.606/2018.

2019

O presidente Romildo Rolim adianta que a previsão do Banco do Nordeste é fechar o ano com R$ 38,7 bilhões investidos na economia da Região: R$ 27,7 bilhões com recursos do FNE e R$ 11 bilhões destinados ao microcrédito urbano, por meio do Crediamigo.

Categorias
Cultura

Nando Cordel é destaque na programação de julho do CCBNB Fortaleza

O talento e a versatilidade de Nando Cordel serão apresentados no palco do Centro Cultural Banco do Nordeste (Rua Conde d’Eu, 560 – Centro) entre os destaques da programação do mês de julho. O compositor pernambucano é a atração do Programa “Nomes do Nordeste”, dia 17 de julho, às 19h. A atividade tem como objetivo promover um mergulho na vida e obra do convidado, mesclando entrevista e palinhas acústicas do artista.

Com mais de 500 músicas gravadas por nomes como Maria Bethânia, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Ivete Sangalo, Chico Buarque, Zizi Possi, Xuxa, Fagner, Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Martinho da Vila, Chiclete com Banana, Emílio Santiago, Sérgio Reis, Leandro e Leonardo, Amelinha, Netinho e Fábio Junior, entre outros. Nando partilhará com o público, em um bate-papo mediado pelo jornalista Dawlton Moura, a vivência acumulada em sua trajetória artística.

Na vasta lista de parceiros, Nando Cordel assina canções com outros grandes compositores nordestinos como Dominguinhos, Fausto Nilo e Geraldo Azevedo. O artista realizou também projetos de músicas instrumentais para relaxamento e meditação e teve suas canções lançadas em países como Bélgica, Suíça, Espanha, Alemanha, França, Colômbia, Peru, Canadá e Estados Unidos.

Música

No dia 19 de julho, às 20h, os músicos Spok e Luciano Magno apresentam repertório de obras musicais brasileiras. Os instrumentistas e influentes compositores de sua geração se conhecem há mais de 25 anos dos palcos nacionais e internacionais, estúdios e parcerias. Pela primeira vez, em duo, apresentarão composições inéditas juntos, além de clássicos do frevo e música popular brasileira.

Artes plásticas

Com obras dos artistas plásticos Carybé (argentino, radicado na Bahia), Sérvulo Esmeraldo (CE) e José Tarcísio (CE), a exposição Exposição Três Mestres da Arte no Nordeste compõe a programação de julho no CCBNB Fortaleza. As visitações acontecem de terça a sábado, das 10h às 19h, até 14 de setembro.

A mostra apresenta oito obras de Zé Tarcísio, pertencentes à coleção do Banco do Nordeste. Seis delas tem como temática a vegetação praiana cearense. O mural de Carybé é composto por nove placas de madeira, cobertas por tecido, traçando uma linha temática histórico-cultural focada no Nordeste. De Sérvulo Esmeraldo, estão expostas cinco obras, entre elas, dois trabalhos com serigrafia e a escultura Quadrados (1982), que fora originalmente instalada na fachada do Edifício Raul Barbosa, antiga sede do Banco do Nordeste.

Literatura

Ricardo Kelmer realiza diálogo literário sobre seu livro “Pensão das Crônicas Dadivosas” no dia 13 de julho, às 16h. A obra é uma coletânea de crônicas, sessenta delas escritas entre 2007 e 2017. O autor cearense acumula outras 15 obras. Entre os livros anteriores, A Arte Zen de Tanger Caranguejos (2003) e Blues da Vida Crônica (2007).

Infantil

As férias da criançada contam também com programação especial no equipamento. O CCBNB Fortaleza oferta a Oficina “Jogos que se jogam juntos: conviver, jogar e brincar”, no dia 20 de julho, às 14h. A atividade, ministrada pelo Coletivo de Atores à Deriva (RN), visa facilitar a convivência, cooperação e estimular a criatividade e generosidade, a partir de jogos lúdicos teatrais.

As três unidades do Centro Cultural Banco do Nordeste (Fortaleza e Cariri, no Ceará, e Sousa, na Paraíba) contam com programação gratuita para públicos de todas as idades. Os equipamentos funcionam de terça a sábado.

Ainda no dia 20, o Coletivo apresenta a peça “Flúvio e o Mar”, com temática relacionada à educação ambiental e preservação marinha.

Aos sábados, a partir das 16h, as crianças acompanhadas de seus responsáveis, poderão passear pelas ruas do Centro Histórico de Fortaleza a bordo do “Trenzinho da História”, com a ilustre participação do Bode Ioiô, folclórico personagem da cultura popular fortalezense. A atividade apresenta um pouco da história da cidade, contada ao passar por praças, monumentos e equipamentos urbanos.

SERVIÇO:

Programa Nomes do Nordeste – Nando Cordel

Quando? Dia 17 de julho, quarta-feira, às 19h

Classificação livre

Música Instrumental – Spok e Luciano Magno

Quando? Dia 19 de julho, quinta-feira, às 20h

Classificação livre

Exposição Três Mestres da Arte no Nordeste

Quando? De terça a sábado, até 14 de setembro, das 10h às 19h

Classificação livre

Categorias
Carlos Alberto Alencar Destaque3

Contratações de micro e pequenas empresas pelo BNB têm alta de 61,6% no CE

O Ceará teve uma elevação de 61% em contratações de micro e pequenas empresas (MPE) pelo Banco do Nordeste, comparando em igual período de 2018, de acordo com informações do banco. O valor contratado acumulou R$ 325,3 milhões, um crescimento de 108,9% em relação ao ano passado.  O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), pelo jornalista, Carlos Alberto Alencar.

O comentarista relata que de acordo com informações do BNB, a previsão é injetar R$3,4 bilhões com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e Recursos Internos (Recin) no segmento, responsável pela maior parte da geração de empregos no Estado.

Confira a análise completa clicando no player abaixo:

Categorias
Cultura

Gerente do Centro Cultural Banco do Nordeste é afastado do cargo após exposição sobre casamento gay

O gerente executivo do Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza, Gildomar Marinho, foi afastado do cargo após a instalação de uma faixa em defesa do casamento gay. O material faz parte de uma exposição artística selecionada para a 70ª edição do Salão de Abril, promovido pela Prefeitura de Fortaleza.

A obra “O que pode um casamento (gay)?”, de autoria de Eduardo Bruno e Waldírio Castro, contém memórias de uma série de performances que os artistas fizeram para o próprio casamento. A proposta era fazer da celebração um ato político e artístico.

Uma faixa com a inscrição “Em terra de homofóbicos casamento gay é arte” foi colocada na fachada do centro cultural, que pediu que os artistas retirassem da entrada do prédio após a abertura da mostra. Os artistas negaram e uma reunião foi marcada para encontrar uma solução para o caso.

Antes do encontro acontecer, o centro cultural tomou a decisão de retirar o material da entrada sem o consentimento dos artistas e da curadoria. Nesta terça-feira (28), os autores decidiram retirar toda a obra do espaço e protestar pela atitude.

De acordo com informações, depois do caso, Gildomar Marinho foi retirado da gerência executiva do centro cultural e foi transferido para a gerência da célula de cultura do Banco do Nordeste.

Categorias
Política Nacional

Banco do Nordeste participa de Condel com presença do presidente Jair Bolsonaro

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, estará em Recife (PE), nesta sexta-feira (24), para participar da 25ª reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, que contará com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro. O colegiado é o órgão de articulação e decisões sobre as diretrizes e prioridades para o desenvolvimento da área de atuação do BNB, operador exclusivo do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). No evento será apresentado o Relatório de Resultados e Impactos do Fundo.

Categorias
Estadual

Banco do Nordeste reconhece micro e pequenas empresas de sucesso no Ceará

“Para começar uma atividade do zero, você tem que fazer o que gosta e sabe. O segundo passo é procurar um agente financeiro como o Banco do Nordeste, que foi de fundamental importância para que eu pudesse antecipar em 50% o tempo que eu levaria para chegar ao estágio em que cheguei”, avalia o empreendedor, que foi um dos três vencedores cearenses do Prêmio Banco do Nordeste da Micro e Pequena Empresa, na categoria Comércio.

A solenidade de entrega foi realizada nesta quinta-feira, 9 de maio, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e contou com a presença dos presidentes do Banco do Nordeste e da CDL de Fortaleza, respectivamente Romildo Rolim e Assis Cavalcante, o superintendente estadual do Banco, Rodrigo Bourbon, e outros gestores de ambas as instituições, clientes e empresários.

Os outros dois vencedores foram Raimundo Nonato Nascimento, dono do Restaurante Lagoa Cheia, em Caucaia; na categoria Serviço, e Antônio Vittorino de Checchi, proprietário da empresa de material de construção Cosmac, em Sobral, vencedor entre as indústrias.

Em toda a área de atuação, centenas de clientes foram indicados pelas diversas agências do Banco. Ao todo, serão premiados 33 clientes, três por Estado do Nordeste, além do norte de Minas Gerais e Espírito Santo.

As empresas vencedoras foram selecionadas de acordo com os seguintes critérios: inovações empregadas no negócio, competitividade, adoção de práticas que visam à redução do impacto ambiental, número de empregos gerados e evolução das receitas após o financiamento.

Em 2018, o Banco do Nordeste financiou R$ 2,9 bilhões para o segmento por meio de linhas de crédito de longo e curto prazos, incluindo produtos que utilizam recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Atualmente, o Banco conta com carteira ativa de mais de 194 mil micro e pequenas empresas.

Categorias
Política Política Estadual

Ministério da Economia nega privatização do BNB

O ministério da Economia, chefiado por Paulo Guedes, negou movimentações para a privatização do Banco do Nordeste do Brasil. Guedes afirmou que “não há no momento estudo ou nota técnica que suporte uma decisão de privatização do BNB”.

O ministro disse, em nota, que “qualquer decisão só será tomada após a prévia realização de estudos e de avaliação da política pública desempenhada pela estatal”.

O coordenador da bancada cearense, Domingos Neto (PSD), adiantou que, apesar da nota do governo, os parlamentares da Frente não irão se desmobilizar pela defesa da instituição de fomento da região.

Nas últimas semanas, parlamentares têm se reunido em uma Frente para cobrar dos presidências da Câmara dos Deputados e do Senado Federal a defesa da instituição, que também tem atuação em Minas Gerais e no Espírito Santo. O governo Jair Bolsonaro (PSL) implementou um plano de desestatização como estratégia econômica, mas prometeu debate “democrático” sobre o assunto.

Nos bastidores, a informação de possível fusão do BNB com o BNDES ganhou força desde o início do ano. A nota do governo finaliza alegando que o BNB “não consta no Plano Nacional de Desestatização – PND”.

Categorias
Economia

Mais de 56 mil renegociações de dívidas rurais foram realizadas no Ceará

O Banco do Nordeste regularizou, no Ceará, R$ 1,5 bilhão em dívidas de produtores rurais com os benefícios da Lei 13.340/2016. Ao todo, foram realizadas 56,1 mil operações de crédito no estado, que beneficiaram cerca de 42 mil pessoas.

Em toda área de atuação do BNB, que inclui os nove Estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, foram regularizadas mais de 323 mil operações. Cerca de 44,5%, foram realizadas com a opção de liquidação total da dívida.

A lei beneficia os produtores rurais que tiveram dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Se o produtor optar pela renegociação, o prazo para pagamento pode ser estendido a até 2030, com pagamento das parcelas só a partir de 2021.

De acordo com Banco do Nordeste, a maior parte das renegociações (92%) foram efetivadas com mini produtores rurais, incluindo os atendidos pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), beneficiando mais de 261 mil pessoas.

Atendimento

Os interessados renegociar ou liquidar dívidas rurais contratadas até 2011 podem procurar sua agência de relacionamento ou entrar em contato pelo telefone 0800 728 3030. O Banco possui 292 agências distribuídas em todo o Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.