Categorias
Cotidiano

Faixa litorânea da capital e o Maciço de Baturité iniciam a manhã com cenário favorável para chuva

Os litorais de Fortaleza e do Pecém, além da macrorregião do Maciço de Baturité amanheceram sob chuvas isoladas nesta segunda-feira (14). A tendência é que as precipitações sigam próximo à costa até o início da tarde de hoje (14), conforme  previsão atualizada da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As chuvas desta segunda-feira estão associadas à atuação da brisa terrestre, que é um sistema que atua de forma local e se caracteriza como ventos que ocorrem entre os períodos da noite e da manhã, movendo-se da terra para o mar.

No intervalo entre as 7h deste domingo (13) e as 7h desta segunda, balanço parcial indica registros em, pelo menos, cinco municípios, sendo o maior acumulado em Fortaleza, nos posto pluviométrico do Castelão, com 4,2 milímetros. Os dados serão atualizados ao longo do dia e podem ser acompanhados por meio do endereço funceme.br/calendario.

Para esta terça-feira (15), a Funceme prevê cenário semelhante ao observado hoje: nebulosidade variável com possibilidade faixa litorânea e no Maciço de Baturité. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado.

*(Com informações da Funceme)

Categorias
Cidade Diassis Lira FM 91.1 Destaque3

Expectativa é de nebulosidade em todo o território cearense nesta sexta-feira e sábado

A previsão do tempo para esta sexta-feira (26) e sábado indica predomínio de nebulosidade variável em todo o território do estado. Imagens de satélite indicam que há bastante nuvens sobre o Ceará, porém, não estão associadas à chuva.

Para o sábado (27), a tendência é que o estado fique sob a influência de áreas de instabilidade no leste do Nordeste. Apesar do prognóstico, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) segue atualizando as condições climáticas.

Ventos

A Marinha alerta para a possibilidade ventos de até 75 km/h no litoral cearense. Além do Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão também poderão receber as rajadas até as 9 horas deste sábado. O repórter do Jornal Alerta Geral, Matheus Lima, tem os detalhes:

Menores temperaturas

A dica é um café quente e um bom agasalho: municípios cearenses registraram, nessa semana, temperaturas mínimas em torno dos 16°C, segundo dados Funceme. O correspondente do Alerta Geral, Diassis Lira, detalha quais locais registraram as menores temperaturas:

Categorias
Cidade Destaque2

Túnel interditado na Borges de Melo e desvio na Abolição: chuvas banham Grande Fortaleza e geram transtornos

As fortes chuvas em Fortaleza desde a noite dessa terça-feira e madrugada de hoje (12) causaram uma série de transtornos na Capital. No cruzamento da Avenida Abolição com Rua Tibúrcio Cavalcante, no Bairro Meireles, o asfalto de uma obra inacabada chegou a ceder.

A Prefeitura de Fortaleza se descuidou nas medidas preventivas sobre obras nessa área da cidade e, com a correnteza das águas, verdadeiras valas foram abertas. As obras, que fazem parte da requalificação da beira mar, não tem, sequer, placas de sinalização ou de identificação dos responsáveis.

Segundo o portal de notícias G1, técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) também estiveram no local, mas se retiram em seguida pois, segundo eles, a obra é de responsabilidade da prefeitura.

Tempo nublado

O tempo continua fechado com mais previsão de chuvas. Cidades do Sul do Ceará, Região do Maciço do Baturité, Vale do Jaguaribe e Região da Ibiapaba, também, receberam chuvas e apresentam tempo nublado.

As chuvas também deixam o trânsito bem mais lento em trechos da avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia. O trânsito, no trecho próximo às ruas Nunes Valente e Tibúrcio Cavalcante, tem desvio e exige paciência dos motoristas.

O Jornal Alerta Geral desta quarta-feira destacou os transtornos ocasionados pela precipitação. O jornalista Luzenor de Oliveira disse que é impossível trafegar em alguns trechos da Capital.

Túnel alagado

Outro ponto que também sofreu foi o túnel da Avenida Borges de Melo. Condutores não conseguiram transitar pelo local e acabaram mudando o trajeto. Segundo informações de algumas testemunhas, o nível de água subiu muito rápido.

Carros ficam em alagamento no túnel da Avenida Borges de Melo em Fortaleza — Foto: Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares
Reprodução da foto de Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares

Funceme

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), um sistema indutor de chuvas nas áreas localizadas no centro-norte do Ceará, principalmente sobre a faixa litorânea ocasiona as precipitações. O fenômeno é comum neste período pós-estação chuvosa.

A tendência é de que o Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL) leve chuvas a mais de 50% da área centro-norte do Ceará. Já de acordo com o alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão de chuva é de 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia.

Veja imagens

Categorias
Cidade

Brasileiro passa, em média, “32 dias por ano” no trânsito

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos e apresentada nessa quinta-feira (30), no evento Summit Mobilidade Urbana 2019, em São Paulo, mostra que o brasileiro passa, em média, 1h20 no trânsito realizando atividades principais do dia – como ir ao trabalho ou escola. Contanto todos os deslocamentos, a média chega a 2h07.

O número gera espanto mas é bastante realista, principalmente, nos grandes centros urbanos. Fazendo uma média, uma pessoa perde cerca de 32 dias por ano no trânsito. Nessa realidade, a região Nordeste é uma das que se gasta mais tempo, com média de 132 minutos. Perde apenas para a região Sudeste, com média de 144 minutos.

As pessoas das classes D e E são as que levam mais tempo nesse deslocamento: são cerca de 130 minutos por dia, seguida pela classe C, com média de 129 minutos, e a classe B, com 124 minutos. A classe A gasta cerca de 94 minutos no trânsito.

Três em cada quatro brasileiros não planejam gastos com transporte

A pesquisa também aponta que 76% dos brasileiros não fazem qualquer tipo de planejamento de quanto gastam com transporte. Nesse quadro, há uma grande diferença entre a percepção de quanto se gasta e a realidade desses gastos. Entre os donos de carros, essa diferença chega a ser seis vezes maior.

Os proprietários dizem gastar, em média, cerca de R$ 357 com o veículo, mas o gasto real pode chegar a R$ 2.090 por mês. Lembrando que esses valores consideram também os gastos com combustível, IPVA, seguro e manutenção de carro, etc. O gasto médio declarado chega a R$ 211, mas varia quanto à classe social: classe A (média de R$ 446 por mês); classes D e E (R$ 158).

Categorias
Interior Região Metropolitana de Fortaleza Destaque2

Grande Fortaleza inicia a semana sob chuva. Fortaleza registra 80 mm, no posto do Pici

Os cearenses acordaram sob chuva moderada na manhã desta segunda-feira (20). Desde a tarde de ontem, municípios da Grande Fortaleza apresentam pontos chuvosos. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), pelo menos quatro desses municípios apresentam precipitação acima de 20 milímetros.

Até a publicação desta matéria, dos 157 postos, 129 registraram chuva. Fortaleza (80 mm), no posto de Água Fria, Trairi (38 mm), São Gonçalo do Amarante (45 mm) e Aquiraz (32 mm) apresentaram precipitações. Itapipoca, no posto da Praia Da Baleia (95.4 mm), Fortaleza e Paracuru, no posto de Paracuru (63.2 mm), são os municípios com maiores índices.

10 pontos com maiores chuvas:

  • Itapipoca (Posto: Praia Da Baleia) : 95.4 mm
  • Fortaleza (Posto: Água Fria : 80.0 mm
  • Fortaleza (Posto: Pici) : 63.8 mm
  • Paracuru (Posto: Paracuru) : 63.2 mm
  • Paraipaba (Posto: Paraipaba) : 62.0 mm
  • Trairi (Posto: Trairi) : 53.0 mm
  • Amontada (Posto: Amontada) : 51.0 mm
  • Fortaleza (Posto: Castelao) : 50.9 mm
  • Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 50.0 mm
  • São Gonçalo Do Amarante (Posto: Cagado) : 45.0 mm
Categorias
Cotidiano

Condições de chuva reduzem e fim de semana terá predomínio de nebulosidade variável

O fim de semana no Ceará chega com predomínio de nebulosidade variável em maior parte do território, conforme previsão do tempo realizada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) na manhã desta sexta-feira (3).

Para hoje, o cenário indicado é possibilidade de chuva na faixa litorânea e cobertura variada de nuvens em todas as macrorregiões do estado. Segundo os meteorologistas da Funceme, este cenário se dá porque a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) apresenta-se mais afastada da costa do Ceará, diferente do início da semana.

“Com isso [posicionamento da ZCIT], os ventos tendem a confluir mais sobre o Maranhão e o Pará, isto é, desfavorecendo às precipitações. Outro fator que colabora para o céu mais claro é o perfil de umidade sobre o território cearense, que está bem seco”, reforça Raul Fritz, pesquisador que integra a Gerência de Meteorologia da Funceme.

Para este sábado, a previsão do tempo é de possibilidade de chuva (precipitações entre 5% e 20% da área) na faixa litorânea e na Ibiapaba. Nas demais regiões, nebulosidade variável. De acordo com os resultados de modelos numéricos, o cenário deve se apresentar um pouco mais úmido entre amanhã e domingo (5).

No último dia do fim de semana, são esperadas chuvas isoladas no litoral, no Maciço de Baturité e na Serra da Ibiapaba. Nas demais regiões, a Funceme segue apontando nebulosidade variável.

Na tarde de hoje e ainda nas manhãs dos próximos dois dias, a Funceme realizará novas análises e, se necessário, indicará as possíveis alterações na previsão do tempo.

BALANÇO DE CHUVAS

No que se refere aos registros de chuva no intervalo entre as 7h desta quinta e as 7h desta sexta, há informações de registros em, pelo menos, 23 municípios. Os principias acumulados foram em Senador Sá (24 mm), Maracanaú (20,2 mm) e Morrinhos (16 mm).

Os dados do Calendário de Chuvas são preliminares e atualizados ao longo do dia. Para acompanhar, basta acessar o link www.funceme.br/calendario ou ainda baixar o aplicativo homônimo.

Categorias
Interior

Confira a previsão do tempo atualizada para o começo desta semana

A previsão do tempo atualizada na manhã desta segunda-feira (22) pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) para esta segunda-feira (22) até quarta-feira (24) aponta nebulosidade variável com eventos de chuva no litoral e na Ibiapaba. Nas demais macrorregiões, chuvas isoladas.

Neste momento, a expectativa apontada pelos meteorologistas da Funceme é que, no decorrer desses três dias, as precipitações mais consideráveis aconteçam nestas áreas localizadas no norte e noroeste do estado. Tais chuvas estão associadas à atuação da Zona de Convergência Intertropical, que segue próximo à costa do Ceará.

Na atual indicação, as precipitações deverão chegar a mais de 50% da área sob previsão indicadas com eventos de chuva. Já naquelas onde as chuvas serão isoladas, a indicação é que as precipitações atingirão de 20% a 50% do território. É importante também levar em conta a variabilidade espacial e temporal das precipitações no semiárido brasileiro. Nestes dias, a cobertura de nuvens será variada.

Apesar da indicação para três dias, a Funceme realizará, diariamente, duas previsões – uma pela manhã e outra no fim da tarde – para observar as condições do tempo e, se necessário, realizar mudanças.

Categorias
Interior Destaque1

Acaraú registra a maior chuva do dia

O município de Acaraú, no Litoral Norte, chegou a registrar 70 milímetros de chuvas, deixando a cidade em ‘Alerta Amarelo’. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o balanço é parcial e será atualizando durante o dia.

Ao todo, choveu em 52 municípios cearenses entre às 7 horas de sábado e manhã deste domingo. Paracuru, no Litoral de Pecém chegou a registrar 61 milímetros.

Em Acaraú, os ventos são intensos (40-60 Km/h), mas há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas. As recomendações são para, em caso de rajadas de vento, não se abrigar debaixo de árvores e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

A Capital cearense também começou o domingo (14) com chuva. O posto do Pici registrou 49 milímetros. Os postos com as maiores precipitações foram:

  1. Acaraú (Posto: Acarau) : 70.0 mm
  2. Acaraú (Posto: Acarau) : 62.4 mm
  3. Paracuru (Posto: Jardim Do Meio) : 61.0 mm
  4. Amontada (Posto: Icarai De Amontada) : 52.0 mm
  5. Amontada (Posto: Barra Das Moitas) : 50.0 mm
  6. Fortaleza (Posto: Pici) : 49.0 mm
  7. Eusébio (Posto: Eusebio) : 47.0 mm
  8. Várzea Alegre (Posto: Varzea Alegre) : 46.4 mm
  9. Martinópole (Posto: Martinopole) : 43.0 mm
  10. Marco (Posto: Panacui) : 42.0 mm

Previsão

Segundo a Funceme, o cenário que havia sido indicado na sexta (12) persiste. Há nuvens sobre o litoral do Ceará devido à proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que se encontra junto ao norte do Nordeste.

No oceano Atlântico, próximo ao litoral da Bahia, observa-se um Cavado de Altos Níveis (CAN). A variação no posicionamento desses dois sistemas meteorológicos deve contribuir para ocorrência de chuva nas macrorregiões cearenses.

A previsão para domingo é de nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as macrorregiões. Isto indica que a cobertura de nuvens será variada ao longo do dia e as áreas terão precipitações em mais de 50% do território, também de forma irregular ao longo do dia.

É importante destacar que, apesar de uma macrorregião apresentar condições de chuvas, nem todos os municípios terão registros.

Categorias
Cidade Destaque1

Chuva aumenta em Fortaleza e Região Metropolitana, causa alagamentos e nível de riacho sobe

Fortaleza amanheceu com precipitações razoáveis pela manhã deste domingo (14), situação que se agravou durante as últimas horas. Com o aumento da chuva, algumas ruas e avenidas da cidade registraram alagamentos, duas árvores e um poste da rede elétrica foram danificados. O nível de água de um riacho, na Capital, mostra o grande volume de chuvas pela manhã.

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), foram registrados 49 milímetros no Posto do Pici. Até às 11h00 deste domingo, o município de Acaraú, no Litoral Norte, teve o maior acúmulo até o momento – 70 milímetros. Segundo a Funceme.

Depois de Acaraú, Paracuru (61 milímetros) e Amontada (50 milímetros) têm os maiores registros do dia.

10 maiores chuvas por posto no dia:

  1. Acaraú (Posto: Acarau) : 70.0 mm
  2. Acaraú (Posto: Acarau) : 62.4 mm
  3. Paracuru (Posto: Jardim Do Meio) : 61.0 mm
  4. Amontada (Posto: Icarai De Amontada) : 52.0 mm
  5. Amontada (Posto: Barra Das Moitas) : 50.0 mm
  6. Fortaleza (Posto: Pici) : 49.0 mm
  7. Eusébio (Posto: Eusebio) : 47.0 mm
  8. Várzea Alegre (Posto: Varzea Alegre) : 46.4 mm
  9. Martinópole (Posto: Martinopole) : 43.0 mm
  10. Marco (Posto: Panacui) : 42.0 mm

Previsão

Previsão

Segundo a Funceme, o cenário que havia sido indicado na sexta (12) persiste. Há nuvens sobre o litoral do Ceará devido à proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que se encontra junto ao norte do Nordeste.

No oceano Atlântico, próximo ao litoral da Bahia, observa-se um Cavado de Altos Níveis (CAN). A variação no posicionamento desses dois sistemas meteorológicos deve contribuir para ocorrência de chuva nas macrorregiões cearenses.

A previsão para domingo é de nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as macrorregiões. Isto indica que a cobertura de nuvens será variada ao longo do dia e as áreas terão precipitações em mais de 50% do território, também de forma irregular ao longo do dia.

É importante destacar que, apesar de uma macrorregião apresentar condições de chuvas, nem todos os municípios terão registros.

Categorias
Geral Destaque2 Destaque3

Fortaleza acorda com forte chuva no início desta sexta-feira (22)

Uma intensa chuva caiu sobre a Capital, Fortaleza, na manhã desta sexta-feira (22). As vias da cidade ficaram alagadas. As precipitações foram intensas.

No Centro, a Av. Pessoa Anta, entre a Rua Almirante Jaceguai e a Av. Alberto Nepomuceno ficou alagada nos dois sentidos, segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC).

+ Com a quadra chuvosa, problemas na infraestrutura da cidade de Fortaleza ficam mais evidentes.

Na Avenida Heráclito Graça, em poucos minutos, a água subiu a ponto de cobrir parcialmente os veículos. Motoristas entraram na contramão para conseguir atravessar a via.

Na Avenida Desembargador Moreira, o trânsito, embora cedo (por volta das 6 hrs), ficou mais lento e a grande quantidade de água fez com que os carros ampliassem a atenção.

Beira Mar, em Fortaleza