Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Dois dias após o presidente Michel Temer afirmar que o semipresidencialimo pode ser “extremamente útil” para o Brasil, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, esteve hoje (23) com Temer, no Palácio do Planalto, para tratar do assunto.

Em conversa com jornalistas no Palácio do Itamaraty, na última segunda-feira (21), Temer disse que tem tratado com Gilmar Mendes e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, sobre a possiblidade de o país adotar o semipresidencialismo.

No semipresidencialismo, apesar de haver um primeiro-ministro, o presidente mantém a força política.

No encontro hoje no Planalto – que não constava na agenda inicial de Temer divulgada à imprensa – Gilmar Mendes também discutiu pontos da reforma política, em análise pelo Congresso. Entre os temas abordados no diálogo estiveram o financiamento das eleições, as coligações e as formas de barateamento das campanhas.

Com informações Agencia Brasil