Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Lei Maria da Penha ganha mais um capítulo como estímulo para maior despertar da sociedade sobre a violência contra a mulher. O poeta, escritor e cordelista Tião Simpatia lança, nesta quinta-feira, a partir das 15 horas, na Casa da Mulher Brasileira, em Fortaleza, a 2ª Edição do Livro ‘A Lei Maria da Penha em Cordel”.


A obra, com ilustrações de Jô Oliveira, é editada pela IMEPH, tem o prefácio de Maria da Penha, que deu inspiração à lei, e apresentação da presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC), médica e cordelista Paola Tôrres.


Os versos de Tião Simpatia ajudam a popularizar ainda mais a Lei Maria da Penha e a torna, em linguagem popular, mais acessível as pessoas que precisam ser ainda mais vigilantes no enfrentamento das agressões contra as mulheres.
Um dos versos destaca a vigência e importância da lei, que não surgiu para prender, mas para punir agressor, ‘’pois em mulher não se bate nem mesmo com uma flor’’.


‘’ A Lei Maria da Penha
Está em pleno vigor
Não veio pra prender homem
Mas pra punir agressor
Pois em “mulher não se bate
Nem mesmo com uma flor”.

A obra de Tião Simpatia exalta a admiração pela lei e, em seus versos, enaltece a liberdade da mulher, que tem direito de viver sem violência.


‘’A violência doméstica
Tem sido um grande vilã
E por ser contra a violência
Desta lei me tornei fã.
Pra que a mulher de hoje
Não seja vítima amanhã’’.
Toda mulher tem direito
A viver sem violência
É verdade, está na lei.
Que tem muita eficiência
Pra punir o agressor
E à vítima, dar assistência.


O ano de 2021 está indo embora, mas Tião enriquece e aquece a área cultural não apenas com o Livro ‘A Lei Maria da Penha em Cordel”, mas, também, com outras obras importantes. Tião ganha destaque ao ser classificado no Festival da Música de Fortaleza 2021, com a música “O Casamento do Cravo e a Rosa” de sua autoria.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp