Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Preconceito e violência. Uma travesti de 22 anos foi baleada, nessa quinta-feira, dentro de casa, na rua Marieta Barreira, no bairro Sabiaguaba, em Fortaleza. A vítima estava com a irmã, quando dois homens que estavam em uma motocicleta invadiram a residência e efetuaram vários disparos.

De acordo com a Polícia Militar, a travesti não tinha antecedentes criminais e nem recebia ameaças, mas costumava andar na comunidade João Paulo II, no bairro Barroso e pode ter sido baleada por rivalidade entre grupos criminosos. Outra hipótese levantada é que Charliane, como foi identificada, respondia insultos na rua, quando a criticavam pela sua identidade.

Segundo o relato de uma testemunha, a irmã de Charliane entrou em luta corporal com um dos suspeitos e conseguiu impedir que a travesti fosse morta. Charliane foi socorrida e encaminhada para um hospital e os suspeitos conseguiram fugir.