Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O registro de candidatura de Lia Gomes (PDT), irmã de Cid e Ciro Gomes e do ex-vice-governador Domingos Filho, foram indeferidas pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), nesta sexta-feira. Lia não compareceu a revisão biométrica no município de Caucaia, onde estava inscrita, com isso ela se encontra em situação irregular junto a Justiça Eleitoral. Já Domingos foi considerado inelegível por ocupar, ainda que em status de disponibilidade, cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

No processo de Lia Gomes, o relator do processo, juiz Alcides Saldanha Lima votou pelo indeferimento do registro. Sendo seguido pelos juízes Tiago Asfor Rocha Lima, Eduardo Scorsafava, Cassio Felipe Goes Pacheco e Roberto Viana.

O juiz Roberto Viana comentou que faltou zelo básico da candidata de cuidar do alistamento eleitoral. Disse que para uma pessoa esclarecida e de uma família de pessoas que militam na área partidária há muitos anos, demonstrou desleixo nessa parte.

Domingos Filho

Quanto a Domingos Filho, por 3 votos a 1, a Corte seguiu entendimento do relator Roberto Viana Diniz de Freitas e decidiu que o candidato é inelegível por ocupar, ainda que em status de disponibilidade, cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O juiz Tiago Asfor Rocha Lima foi voto vencido pelo deferimento da candidatura.

A candidatura de Domingos havia sido contestada pelo eleitor José Adalberto Feitosa Rodrigues. Domingos contestava a impugnação, afirmando que sua disponibilidade ocorreu em caráter de “aposentadoria compulsória”, sem chance de aproveitamento. Ex-presidente do TCM, ele foi colocado “à disposição” do TCE após extinção da Corte.

COM INFORMAÇÕES DO TRE/CE