Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em declaração à imprensa ao chegar ao Senado nesta terça-feira (21) o presidente da Casa, Eunício Oliveira, comentou mais uma etapa da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que saiu às ruas para cumprir 14 mandados de busca e apreensão em Pernambuco, Alagoas, Brasília, Bahia e Rio de Janeiro. Segundo ele, a verdade prevalecerá:

— No ano de 2014 quando fui candidato a governador do Estado do Ceará, autorizei que fossem buscadas contribuições eleitorais dentro da lei. Portanto, estou muito tranquilo. Sei que os fatos serão apurados pelo Supremo Tribunal Federal. O lugar adequado é lá e o inquérito é o processo natural. Tenho convicção que de a verdade será restabelecida — disse.

Os mandados foram baseados nos depoimentos de delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht e autorizados pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na capital federal, os agentes da PF fizeram buscas na empresa Confederal, de transporte de valores.

Agência Senado