Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Executiva Nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, traça planos para as eleições de 2020, aposta no fortalecimento da sigla com o baque sofrido pelo MDB e PT e manifesta otimismo quanto ao resultado a ser colhido nas urnas, principalmente, nas capitais do Nordeste.

Uma informação do Jornal o Estado de São Paulo, edição desta terça-feira (3), revela que o DEM, pelos cálculos dos seus dirigentes nacionais, pode disputar, com boas chances de vitória, as prefeituras de  São Luís, Fortaleza, Recife e Salvador.

ACM Neto não cita nomes, mas, em Fortaleza, uma a opção pode ser o Capitão Wagner, hoje, filiado ao PROS. Wagner tem pouca estrutura partidária, já atraiu o Podemos e o PSC,  conseguiu, nessa segunda-feira (2), a adesão do Avante e tem conversado, também, com lideranças nacionais do DEM. As conversas dão indicativo para formação de uma aliança de 2020.

“Quaisquer que sejam os planos para 2022, a inserção no Nordeste é um ativo importantíssimo”, afirma o presidente do partido, ACM Neto, na entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo, após falar que, em outras, como Aracaju, Teresina e João Pessoa, o DEM pretende estar em “chapas competitivas”.

Ex-candidata ao Senado e sem espaço no PSDB para ser candidata à Prefeitura, a médica Mayra Pinheiro, também, em articulação com o Capitão Wagner, trabalha para se filiar ao DEM. Mayra tenta se viabilizar na chapa majoritária e, nesse cenário, mantém a porta aberta no DEM.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp