Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério Público do E Ceará (MPCE), por intermédio do promotor de Justiça respondendo pela Comarca de Chorozinho, Antonio Forte de Souza Júnior, recomendou, na manhã desta segunda-feira (20), que o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Sandro Luciano Caron de Moraes, e o delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Ceará, Sérgio Pereira dos Santos, acrescentem, de forma permanente, mais quatro policiais civis à equipe da Delegacia de Polícia Civil de Chorozinho. 

O documento também solicita que seja montada uma força-tarefa de policiais civis, para auxiliarem na investigação dos recentes crimes ocorridos em Chorozinho, a exemplo da chacina dos quatro jovens, em 18 de setembro de 2021. As autoridades recomendadas deverão informar à Promotoria de Justiça, no prazo de dez dias, mediante ofício, a resposta acerca das medidas adotadas para o cumprimento da Recomendação. 

Em caso de não acatamento, o Ministério Público salienta que adotará as medidas legais necessárias, a fim de assegurar a sua implementação, inclusive por meio do ajuizamento das ações pertinentes, dentre as quais ações civis públicas, de improbidade administrativa e demais cabíveis. 

Segundo observou o promotor de Justiça, a delegacia de Chorozinho perdeu para outras delegacias, apenas neste ano de 2021, dois policiais civis, estando outros dois de licença médica, totalizando a diminuição de quatro policiais. Conforme a recomendação, o bom funcionamento da Polícia Civil é sabidamente causa de melhora na vida da população com a diminuição dos crimes comuns, repressão ao tráfico de drogas e apoio ostensivo às operações realizadas.

(*) Com informações Ministério Público do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp