Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O período de janeiro a julho de 2017 já supera todo o ano de 2016 na quantidade de drogas apreendidas no Ceará. São 4,3 toneladas no total, número 150% maior do que toda a apreensão realizada no ano passado, que somou 2,8 toneladas.

O alto número de 2017 se deve à grande apreensão de 3,9 toneladas de maconha, feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em maio deste ano.  A carga estava em um caminhão-tanque que vinha de Curitiba com destino à capital cearense.

Ao número atual, também se somam 200 quilos de cocaína, 100 quilos de crack e outras quantidades de drogas sintéticas. A Polícia Civil do Ceará atua no combate ao crime por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas, que conta atualmente com dois cães farejadores, que atuam nas operações.

De acordo com a delegada da divisão, Patrícia Bezerra, as ações do tráfico no estado ocorrem principalmente nos fins de semana e nas madrugadas. Para ela, o combate a esse crime reflete na redução de outros. “O tráfico de drogas é o crime matriz de todos os demais. É a partir dele que se chega aos homicídios, ao crime organizado, ao tráfico de armas e a roubos.”

O Ceará já foi usado como base operacional de uma organização internacional que transportava cocaína para Portugal e Itália e que foi desarticulada em 2015 pela Polícia Federal.

Com informações Agencia Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp